O VOTO SEM INTERESSE


Ainda existe quem vota sem interesse?Aham,existe sim! As capitais estão cheias desses eleitores, e por incrível que pareça, no interior também.
O que infelizmente não acontece muito em Belém, e daí tanto eleitores quanto lideranças pegam o pecado do preço embutido do voto. As promessas e o sonho do emprego , nesta eleição , são geradas pela expectativa dos cargos do Hospital Regional de Belém, do Colégio Estadual Márcia Guedes, do Grupo Escolar Felinto Elísio, e de alguns outros cargos comissionados. Alguns eleitores tentam se manter no emprego, outros tentam conquistar uma vaga, a luta pelo pão é compreensível.O que não é compreensível é a política do desemprego, ou a política do emprego " formador de opinião".O que deveríamos viver era a política da chegada de novos empregos ou dos empregos conquistados pelo concurso público, mas falar em legalidade e moralidade em um município que foi educado, a cada eleição, cada um ser por si , fica dificil de ser compreendido.
Particularmente não ambiciono vaga alguma, e gostaria de tirar isso da cabeça de algumas pessoas que em seu silêncio, seu olhar medroso, pensam que perderão uma vaga para mim. Tirar também da cabeça de alguém que de certa maneira se esquiva de mim, temendo que eu tenha esse interesse de petição. Quando quero algo, antes que o sol se ponha eu falo, quem diria antes que o girassol se abra, por que nunca fui de resolver as coisas no depois, nem nunca mandei recado, tão pouco sou menina para não sentir as coisas.
Não temam: eu tenho o doce sabor da capacitação nas veias, e graças a Deus já tenho um lugar debaixo do sol, de onde trago o meu pão , e muita gente pensa que é desprazeroso trabalhar fora de Belém, muito pelo contrário...Todos os dias eu passeio, encontro novas pessoas, e adoro Sertãozinho.
Voto Ricardo Coutinho, sim! Mas é " de grátis"...A decepção dos sonhos , eu deixo para os que esperam demais nos homens, por que depois de Deus,a primeira pessoa em quem mais confio é em mim.Depois da fé, a primeira coisa que mais confio é no meu estudo...Emprego vindo pelas bençãos da política tem o dom de fazer os coitados dos servidores sofrer.Ou se sofre o domínio do voto ou se sofre a desconfiança do voto, ou se sofre a perda do emprego.É um emprego de alívio, mas também de muita adrenalina!
Quem me dera, Senhor, alcançar um tempo que em Belém ninguém perca o seu emprego, ninguém vote por causa do pão, ninguém sofra ódio do seu vizinho por causa de eleição, ninguém seja destratado por causa das coisas que são deste mundo, e por isto mesmo são passageiras.
Enquanto isso é apenas um sonho, ficamos com a tela Operários de Tarsila do Amaral,para uma reflexão.
Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.