SALVE O PATO DA PANELA

Adicionar imagem


Dias e mais dias e as coisas só chegam, bem analisadas e prometidas, a cada dois anos. São promessas," sensibilidades", e no trabalho da boca dos mais dissimulados, até cargos estão prometidos. Um número exagerado de incompetentes já está garantido por A ou B ,por toda a conexão da fraude e ,por isto , faz suas vezes de disfarçados "decididos e esclarecidos" nas ruas. Com carreatas,cavalgadas e arrastões lá se vão felizes os que estão garantidos. São as pessoas de dentes escancarados , super animadoras,  com muita "certeza" -Opa! Nós vamos mostrar que não- já "sabem" que continuarão ocupando certo lugar ou terão promoção. Uma aqui ,outra mais distante um pouquinho, acha que será cabeça de salas de aula, cabeça de setores da saúde, cabeça da Ação Social.Pessoas que quando de posse na cabeceira da infra estrutura fazem  truques ,desviando até para o quinto dos infernos os sacos de cimentos que já são objetos do roubo desde as licitações enganadoras até às obras super faturadas. Sem esquecer que fizeram um pit stop bem trabalhado das notas fiscais , melhores ramos do criacionismo enriquecedor. Com o pouco cimento que sobram depois dos roubos fazem obras farofentas, por,que o excesso de areia não resiste ficar de pé por muito tempo. Isto acontece não só na infra-estrura da Paraíba ,mas de vários lugares do país. É assim que, tirando de um saquinho daqui e de outro de acolá( ora do saquinho de cimento , ora do saquinho da verba)  o amiguinho e/ou afilhado do "cargueiro" irresponsável,tem mansão que surge miraculosamente debaixo da venta do povo. Aparece com cobertura ,que tem piscina, compra casa de praia e, quando não  têm mais onde colocar a renda do cimento, os mais abastecidos e, "mais amantes" dos esportes  fazem quadra de tênis em seus "terreninhos", ou quem sabe até uma pistinha singela para aquele jatinho pousar macio...O negócio é conseguir gastar o cimento, cara!
Na inexistência de cargos ou da falta de coragem que o afilhado tem para trabalhar, os membros desta turminha apadrinhada ainda têm a garantia em algum cargo inventado porque para inventar cargos os assessores dos políticos  canalhas sabem fazer redação e, redação tão bem feita, que o novo cargo cabe direitinho em qualquer secretaria ou ministério que não estão "tão entupidos de gente". Esses afilhadinhos quase não colocam os pés no novo emprego , nesse liocal de trabalho, onde giram seus nomes a cada folha de pagamento, por que eles são  patos temperados com laranja , por isso são dos cargos macios ,e têm um lugar especial à mesa dos banquetes,por que ser pato com laranja  leva um troquinho, e claro  o nome honrado no cheque deve ser convidado para os manjares dos crápulas .O patinho laranja vai buscar a granola no banco , retira o seu "pedacinho" e repassa o rolo grosso, por baixo do lençol do nepotismo,por dentro da cueca da roubalheira para o padrinho ou madrinha...E assim as madames fazem suas cirurgias de beldade reestabelecida, os fedamães têm a ousdia de pagar uma grana considerada por uma noite de furunfada com as galinhas popusudas, a filharada viaja para o exterior. O filho compra carrão do ano, bebe umas e todas as outras na boate e atropela filho de pobre.  E olhe olhe quando o filhote de rato não faz parte de um já acentuado grupo que puxa uma cocaínazinha da pura pelos buracos da venta, cocaína carissima e alopradeira de miolos... lá no sol dos States esse tipo de povo curte onda, sem fazer nada debaixo do suor do trabalho, por que o que vale é que  uma "garotada" chique tem que curtir o  pleno esvoaçar das suas verdadeiras mechas californianas.
Misturados a este número dos que falam " Pa Pa eu quero Papa , eu quero patar " há um número muito maior de inocentes que ,coitados, gritam, vibram, pulam , sacodem bandeiras por amor ao candidato que o seu partido do coração abençoou e, dentro deste grande número de inocentes, da pessoa mais abastada àquela menos favorecida ,sai o pagamento do pato. Tem pato para todas as classes, o pato do rico é com catupiry, e tem a metamorfose poderosa de virar gado. O pato da classe média é com cerveja e vira churrascão de à toas, nos finais de semana. Tem também o pato do comerciante , este também é com laranja,e só não entende que laranja é esta quem pensa que certas riquezas caem do céu, e que certas amizades entre alguns homens do comércio e o alguns homens do poder é mera coisinha de pessoas que sentam para conversar sobre futebol, sexo ou religião. "Política" sim, disto eles falam e negociam , e com aspas por que é sem moral!
Só não tem,  depois do passar das carreatas, nem pena de pato para os inocentes quem dirá  emprego assalariado. Não aparece nada para o pobre. Não existe sequer um concurso honesto. E quando o cidadão , graças ao antes do pior que está não fica ,consegue ser um concursado, ainda é para viver calado e ter o seu salário faltando alguns pedaços.E aí  quem tiver coragem e amar o que só a honestidade pode fazer, que seja membro de um pequeno grupo que vota consciente na esperança de deixar de sofrer as esperas dos empregos que nunca chegam, ou de sofrer o descaso por sua dignidade já conquistada, e junte-se ao desejo pelo verdadeiro progresso , votando por pura consciência. Só o   voto consciente  tem o mesmo gosto do beijo na boca de quem amamos, por que o que fazemos por prazer jamais nos causará vontade de escarrar!
Será que aparecerão mais filhos de Deus para  o  grupo da verdade?  Filhos com coragem de se negarem à toda  patorrada, aos acordos sujos , ao nepotismo, ao "esmolismo" e ao laranjal?...Onde estão tais criaturas? No quinto dos infernos não estão, por que estas criaturas são justas. Têm um espírito íntegro, e este está  dentro de cada um de nós quando entramos na cabine e não temos medo de escolher quem oferece vagas conquistadas por mérito,quem exige trabalho com boa qualidade,quem mostra que ser capaz não é ser padrinho desonesto-protetor, mas ser irmão moderno e empreendedor, pai zeloso e trabalhador. Aquele irmão e pai que todos os irmãos e filhos da família sentirão orgulho de dizer:"Meu irmão é o cara! Meu coroa é fera!"
É para tirar o pato da panela que  eu voto Ricardo Coutinho , Eu voto Serra!





Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

2 comentários:

  1. scanavacaQuinta-feira, 28 de Outubro de 2010 – 11:01 hs

    Por favor, aguarde a aprovação do seu comentário.
    O problema do Rossoni é que ninguém confia nele. Na presidência do psdb, se aproveitou e montou para ele um esquema imbatível em detrimento dos outros deputados de seu partido. Só favoreceu o Traiano. Acho que não terá os vótos nem de seus colegas partidários. No final da campanha já estava costeando a cêrca do Osmar Urtigão. Se o Osmar tivesse ganho a eleição o Agostinho Zucki seria o Presidente e ele Rossoni o Primeiro Secretário. Isso já estava combinado entre os dois. Esse é o Rossoni

    ResponderExcluir

Faça o seu comentário.