O Dia de Hoje


  De todas as coisas que a maturidade tem trazido à minha vida , a melhor delas é a condição de continuar feliz apesar das lutas,das decepções, dos medos e dos sonhos feridos. Apesar das chuvas de traições que cairam nas minhas costas e no meu nariz, das mentiras dos elos cinzas, os contrastes dos sentimentos e atitudes sociais,infelizmente existentes em alguns lugares onde atuamos. O branco da bondade e o  preto da maldade coordenam as linhagens humanas: tem gente que é branca, tem gente que é preta e tem gente que é cinza...Eu sou cinza: tem dias que sou branca, poucos momentos que sou preta... eu sou  cinza.
Sempre tive um lindo lugar dentro de mim para pensar , e foi assim que percebi como ser para alguém o que alguém merece de mim,e como ser ainda mais gente ,sendo muito melhor do que merecem. Este lugar interior é simples tal qual a imagem acima, e nele eu guardo as mais lindas pessoas inesquecíveis.As malvadas, não entram no meu cantinho, elas apenas passaram raspando no meu coração,mas alguma coisa boa fizeram por mim, por que foram elas que ,nas suas mentiras e nos seus jeitos tortos,  mostraram algo para  que eu aprendesse a reconhecer o que é  a minha felicidade.  Prefiro servir amor, sem querer ser servida  simplesmente pelos pedidos meus,pedir amor?! Nã,nã,ni,nã,não.Amor se serve diretamente da fonte.Amor é pronto, não é encomendado. Foram as pessoas mais egoistas que deram-me  os meus e os seus erros como cartilagem, para que eu aprendesse a amortecer os rancores dos ossos, e a  reeducar as minhas expectativas carnais.
 Não gosto de utilizar o blog como um diário pessoal, não que tenha segredos sobre mim, mas para não tornar a coisa aqui muito minha, sabe? Esse monte de eu , mim e meu, sou e estou, quando escrevo o pessoal, é desconfortável demais...Eu nunca fui somente minha, e apesar de muitas vezes estar parecendo sozinha, estou muito bem acompanhada pelas pessoas que tenho dentro de mim, e pelas experiências vividas,  Só que hoje é o meu aniversário, e por isto, mesmo recebendo mais um ano de vida, estou com essa cara de ano novo, "restrospectiviando" os meus alicerces...E postando algo mais que  pessoal.
O que eu fiz de bom neste ano que se passou eu não sei dizer ,isto pertence ao júri que conviveu comigo, mas o que eu fiz de melhor, com todas as ferramentas do meu cantinho interior, foi o meu testamento...Que não é um pedido em Love me Tender, mas é um alô alô para que não sei quem, não sei de onde, ouse brincar de malvado, banhando sua negritude bem dentro da minha fonte cristalina...Caraca, já disse que sou cinza, deixe ao menos minha fonte intacta...



Testamento de um Pedido de Amor

Quando resolveres sentir amor por mim,
( Por que somos dois cautelosos)
Peço-te,encarecidamente, sinta-o por mim.
Peço-te que não confundas o teu coração
Com a minha escrita,
Nem leves muito em conta
O teu pulsar por minha dança.
Quando, entre todas as mulheres,
Escolheres a mim,
Escolhas por conseguir viver no meu avesso
E, somente quando conseguires achar belo,
Todo o meu imenso  nada.
Peço-te que tenhas certeza
Sobre as tuas perenes dúvidas
Quanto à minha reação ou à minha pausa.
E ,peço-te ainda mais: 
Respeito à minha necessidade
De viver o meu espelho comum.
Peço-te que permitas a ti mesmo
O dom de conviver com o meu lado feio,
E que deixes permancer em ti
O desejo de me defender diante
Das pessoas que são mais horríveis que eu!
Quando chegarem os meus relampejos,
Se de arrogância não o sei,
Se por missão ou carma, muito menos,
Peço-te temperança...
Não...Não estou nas minhas roupas simples,
Por que não são roupas que eu acho elegante
Nem reclamo das acomodações razoáveis,
Por que são as mansões e os castelos da mentira
Que são tristes e miseráveis...
A minha ironia risonha, o prazer de ser arrogante,
É quando quero desbancar qualquer que se julgue gigante,
Na vida, um esperto ,por puro vício de maldade,
Eu não poupo essa gente ,por que não aguento
Ficar quieta, sem dizer  a verdade.
Enfim,quando suportares o meu avesso,
Estarás pronto para ser o meu homem
Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

1 comentários:

  1. avatar diz...
    A verdade é que o Guga não tem futuro no PSDB. Se ficar e acreditar nas mentiras do Beto, vai se “ralar todo”. O Beto não tem palavra. Não cumpre acôrdos, haja vista o que fez com o Alvaro Dias. Se eu fosse o Guga não entraria nessa em hipótese alguma. Político tem que disputar eleição de dois em dois anos senão, perde o bonde da história e, o Gustavo está com a bóla da vez em qualquer partido. O Beto não quer sombra e sabe que se ajudar o Gustavo terá um grande adversário no futuro. Portanto o Guga tem que procurar o seu pr´pri caminho.

    ResponderExcluir

Faça o seu comentário.