ARNOLD SCHWARZENEGGER É GRANDE ,MAS CHORA DE AMOR




 O bonitão mandou brasa com a empregada, esta que aparece na foto com Maria e na outra foto com ele,  gerou um filho  e escondeu o menino por 13 anos. A bomba estourou e depois que soube da traição Maria Shriver, a sobrinha do ex presidente  John Kennedy, não quer nem ver gostosão, O Exterminador do Futuro.
A  informação é do site "Extra", que conversou com Ian Halperin, autor de uma biografia não autorizada sobre a vida do ex-governador da Califórnia."Ele até chorou. Ele sabe que agiu errado e está implorando de joelhos o perdão", afirmou o escritor.
"Ele tem ligado para Maria constantemente, pedindo a ela mais uma chance", disse ainda Halperin.
A vidinha de Arnold se por um lado vai carente do amor verdadeiro, por outro vai a mais de mil com as novas parceiras das aventuras sexuais, conforme informou a atriz Gigi Goyette, com quem Arnold também teve um caso. Goyette afirmou ter se relacionado com o astro durante dez anos e confirmou que o rompimento ocorreu na Cidade do México em 1989, quando ele gravava o filme de ficção científica O Vingador do Futuro. Na ocasião, o ex-governador da Califórnia já era casado com a jornalista Maria Shriver.
Hoje com 52 anos - 11 a menos que Schwarzenegger -, a ex-amante alegou que, após a pesada sessão de sexo, foi deixada pelo astro no hospital "machucada e constrangida". Contudo, o fim da relação só teria ocorrido porque Goyette suspeitava que ele tivesse uma amante.
Sei não...A pessoa apanhar de um "baixinho " desse , será que escaparia? Ou Gigi está pegando uma caroninha para aparecer e desgraçando mais ainda a vida do Grande Apaixonado por Maria?













Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.