COISA DA GENTE,COISA DE MARIDO



Coisa da gente: Toda pessoa que se diz nossa amiga é mesmo uma pessoa amiga
Coisa de marido: Vai nessa que aquela pessoa é sua amiga que você vai ver no que vai dar essa amizade
Coisa da gente: Essa compra é um bom negócio, suaves prestações...
Coisa de marido: Faça o cálculo que está embutido, ou você vai ver o que é aperreio com os juros
Coisa da gente: poupar com pedreiro que cobra bem menos
Coisa de marido: Esse barato vai sair caro
Coisa da gente:  Entregar os cabelos no salão desconhecido, só por que tem pouca gente e vamos sair de lá rapidinho.
Coisa de marido : Se der errado, você vai se arrepender por muitos dias...
Coisa nossa: comprar um monte de baracafusada nas lojas de espeluncarias supérfluas
Coisa de marido: Juntar dinheiro para comprar uma super coisa é bem melhor...
Coisa da gente: pedir um montão de pares de sapatos para provar  e escolhermos apenas  um ,naquela dúvida enorme.
Coisa de marido: Escolha pelo número, cor e ocasião...Esse sapato que você quer vai fazer calos ...

Agora diga aí se é fácil gostar desses profetas bem no dia que estamos percebendo que o nosso amigo é falso, estamos atoladas de juros, a parede que o fedamãe cobrou baratinho para fazer está torta, os nossos cabelos estão uma desgraça , nossa casa está cheia de trequinhos que compramos e que dá um trabalho infernal para limpar,e o sapato come metade do nosso calcanhar?!
Eu não tenho marido, mas eu tenho uma amiga que ,sinceridade, tem essa veia profética e sempre diz que eu sou muito inocente, principalmente pela minha quantidade de bobeira por  acreditar muito em alguém que é apenas um quase amigo...Ah! tanto que Milena me avisa...
Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.