SEM FERROLHO E SEM TRAMELAS

Não sou Flávio José, mas bem que gosto do poeta, e buscando um título para esta postagem, não encontrei um melhor que esse, porque decididamente não estou neste mundo para o que a politicagem possa exigir de mim se a conjugação do verbo CALAR for o mais indicado, mas estou no mundo  para o que a justiça dos homens  e a de Deus possam ver o que eu sou ,para que me condenem ou absolvam. A primeira justiça, a justiça dos homens ,quero para que me absolva do erro de abandonar a causa do justo, a segunda a de Deus, preciso para que quando não for egoísta nem mentirosa , me absolva do inferno, daí porque,sem desânimo, sem mentiras e sem arrodeios, prefiro ser justa e, se condenada pelos homens, abençoada e absolvida por  Deus.
Falando na lei dos homens: Estamos diante de uma pré- situação que pode ferir as expectativas dos ACSs de Sertãozinho quanto à tal gratificação da insalubridade, por que a NR 15 não dá suporte ao "direito deles" à  tal gratificação , e não há como fazer poesia e arrodeios quando a lei não admite ilusões, mas realidades.
E agora? Bem, reunidos hoje na SMS de Sertãozinho, conversei com eles sobre o assunto e entreguei aos mesmos um artigo do site Jusbrasil, que a secretária Márcia havia encontrado sobre tal assunto.
Falando na lei de Deus: Estamos conscientes que esses servidores enfrentam situações de exposição aos riscos, uma vez que em suas áreas de atendimento costumam se relacionar com vários tipos de casos de patologias causadas por agentes biológicos (Anexo 14 da NR15 ).
Agindo pela sabedoria e não pela astúcia ( Deus condena a astúcia) Vamos ser francos e bondosos com os nossos irmãos ACSs :Há precedentes de ACSs que  têm ganhado o direito ao adicional de insalubridade na justiça, mas não diretamente pela NR15, e sim pela realidade do trabalho deles que pode muito bem ser avaliada pelo anexo 14 da NR15. Daí, fui muito sincera com eles, e aconselhei que esperem o laudo do médico do trabalho, caso este laudo não os incluam no direito, eu recomendei que para não ficarem na dúvida procurem orientação com algum advogado , como por exemplo Cláudio Cunha ou outro que esteja aí logrando sucessos com causas do tipo, e que, se acharem que devem entrar com uma causa ,entrem A realidade é uma só: Os ACSs de Belém , de Pirpirituba e de vários municípios ganharam essas causas, no entanto faz tempo que está rolando e nada de  tais causas serem transformadas em dinheiro.
O que entendo é que muito políticozinho de meia tijela que está em Brasília tem usado os ACSs como fonte de votos. Aqui e acolá um boneco desses enfia um Projeto de lei belissímo "a favor" desse pessoal...Conquista a credibilidade desses profissionais, leva o voto deles e depois bota o projeto na gaveta. Entendo mais ainda: Quando um político de vergonha na cara realmente entender que o ACS é o censo ambulante e constante deste país, e que anda de sol a sol, de chuva a chuva  fazendo saúde na casa do cliente, e depois, a cada fim de mês, entregando a realidade do Brasil ao município,ao estado e à União, realmente vai fazer com que o ACS seja tratado como um ser humano que adoece, corre riscos e merece ser tratado como cidadão, jamais como peça de manobra de politiqueiros que desovam projetos ´como esquema de publicidade: " Deputado fulano de tal está lutando para aprovar isso e aquilo para o ACS".
Projeto de lei que mofa na gaveta e nunca chega a ser a gema, a lei?! É astúcia de cabra sem vergonha que faz politicagem!!!
Tenho total simpatia e respeito pelo ACS. Foi nessa classe que eu inciei a minha vida na área da saúde, e sei bem direitinho das dificuldades que enfrentam.


Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.