STF CONSIDERA A MARCHA PELA LIBERAÇÃO DA MACONHA UM ATO DE LIBERDADE DE EXPRESSÃO

Os oito ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) que participaram do julgamento desta quarta-feira (15) foram unânimes em liberar as manifestações pela legalização das drogas, como a Marcha da Maconha, no Brasil. Eles consideraram que as manifestações são um exercício da liberdade de expressão e não apologia ao crime, como argumentavam juízes que já proibiram a marcha anteriormente.
O que estamos vendo é o STF atuando de acordo com o direito de expressão, mas há que se colocar em mente que esta marcha não decide a liberação , e que o debate está aberto à sociedade. O mais interessante,na minha opinião seria um plebiscito,para se fazer valer a opinião de todos os que se interessam pelo assunto, uma vez que os aparelhos ideológicos do estado não estão longe de se manifestarem contra esta liberação, mas o que o brasileiro quer? 
Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

1 comentários:

  1. Realmente a marcha pela maconha é um ato de livre expressão, no entanto, não sei se a liberação da maconha é uma coisa boa, a não ser que se crie um lugar especifico para o consumo dessa droga, como alguns paises desenvolvidos ja criaram.
    Very good!

    ResponderExcluir

Faça o seu comentário.