DEPUTADO TOINHO DO SOPÃO USA A TRIBUNA PARA AMEAÇAS



Que há muito chegou o tempo do povo mais humilde chegar ao poder,representado por seus ícones   de identidade, isto já sabemos. O que não pode acontecer é  que  pessoas escolhidas  pelo povo se afastem de ter postura,equilíbrio, temperança e preparo para a vida pública, pois nenhuma casa legislativa é um reality show,com pouca coletividade e muita cena individual que tenta mostrar um perfil que pegue fama. Não é ético transformar a tribuna  em um "quarto de líder", com direito a todo tipo de conforto que abrigue até chiliques, pois ela é para as comunicações importantes, e não para picuinhas corrosivas da vida pessoal de seu ninguém. Picuinhas são coisas que não interpretam os anseios do povo. O povo quer líder direcionado ao trabalho construtivo, e não líder que se espalha em moídos.
Hoje o Deputado Toinho do Sopão foi deselegante e falou palavras absurdas na tribuna, conforme você pode conferir no texto do PB Agora:
"Se eu te pegar no meio da rua eu te dou uns petelecos, seu cabra safado”. A declaração foi proferida na manhã desta quinta-feira (18), na tribuna da Assembleia Legislativa da Paraíba, pelo deputado Toinho do Sopão (PTN).


Na manhã de hoje o parlamentar se negou a dar entrevistas isoladas à imprensa e só se pronunciou na tribuna da Casa.

Segundo o parlamentar, o jornalista Tião Lucena denegriu a imagem de seus familiares em coluna no jornal Já, do Sistema Correio de Comunicação na edição veiculada nesta quinta-feira (18). Toinho disse que o jornalista tinha que aprender a respeitar os cidadãos, sejam eles políticos ou não.


“Eu não admito que você fique falando mal da esposa alheia seu cabra safado”, disparou. Toinho não parou com as ofensas e completou afirmando que Tião Lucena é um jornalista de 5ª categoria e que deveria até jogar o seu diploma no lixo.

Após os insultos, os deputados Trocolli Junior (PMDB) e Aníbal Marcolino (PSL), se solidarizaram com o jornalista Tião Lucena.
Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.