EU POSSO FALAR SOBRE O QUE SEI

Como todos sabem em Sertãozinho, estive atuando durante 4 anos  como auxiliar de saúde bucal,  em um consultório montado dentro de uma escola municipal da zona rural, e posso garantir que os professores não fazem uso da merenda  na tal escola.
A exemplo, quem quiser conferir o fato, poderá flagrar a professora Kátia lanchando frutas que ela traz de casa e a professora Nena tira do seu próprio bolso, ou do bolso de pessoas amigas  as ajudas  que cooperam com os muitos eventos que a escola faz. Assim sendo, todo e qualquer patrocínio para as festinhas que precisam de ingredientes extras são feitos com rifas que arrecadam dinheiro ou com apenas o bom gosto de ajudar que todos têm em si. O gesto é tão somente para fazer as crianças terem uma vida social e comemorativa, reunidas com seus professores, amiguinhos e parentes. Logo, estes gestos de arrecadação estão salvando o respeito à merenda dos alunos para uso exclusivo da alimentação deles em horário de estudo. Já o professor Fábio Macedo, como dizemos no bom e brincalhão linguajar popular, já chega na escola "comido", uma vez que ele atua no horário da tarde e logicamente almoça em casa.
Acho injusta a acusação de Edcarlos para com os professores serem "comedores" de merenda, e acredito que os servidores não devem ser levados ao cabo da politicagem, mas ao tom do respeito, da admiração e do companheirismo, além disso, merecem o reconhecimento por seus serviços prestados.
Espero que as pessoas envolvidas com a politica  não caiam na vertente de atingir a tudo e a  todos, sem olhar para quem realmente constrói uma vida administrativa atuante em Sertãozinho, pois  sem dúvida alguma é o servidor público que faz a hora acontecer. O poder executivo apenas delega e fiscaliza as atribuições que pertencem ao nosso compromisso jurado desde que nos submetemos a aceitar as nossas obrigações. Somos nós que, com o  suor do rosto, praticamos  o acontecer dos deveres da administração pública.
Façam política contra Antônio Ribeiro, contra os seus candidatos, os seus vereadores, contra qualquer  que pinte a zebra política de qualquer sigla ou natureza partidária, mas contra quem sai de casa , com honestidade, boa vontade e compromisso com o  trabalho, gente?! Ah, pelo amor de Deus,né?! Deixem os professores e qualquer funcionário honrado fora de certos vexames!                 
Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.