QUATRO MULHERES E UM JABURU

Está caracterizado o mesmo desmantelo da lojinha de R$ 1,99. Dilma está cercada pelos problemas e, não sabendo mais o que fazer, clama pela atuação mais evidenciada de Michel Temer, não apenas como vice presidente, mas como roteirista das relações de Ideli Salvati. Além disso, o rapaz não veste vermelho, mas  já é tido como o bombeiro que encara os incêndios causados pelos ventos dos escândalos que em  nada serão  abafados pelo extintor dos insatisfeitos do PMDB.
Gleisi, a super competente , corre de um palácio para outro neste conto de fadas e bruxas soltas.Ela passou  a ser a menininha de recados da presidenta, e vai buscar Michel no palácio do Jaburu, onde discutem as crises que, certamente, quatro mulheres juntas não resolvem, por se tratar de escândalos que a oposição não deixará no subcutâneo do Congresso Nacional. Seria preciso, por parte da oposição, sangue de sapo para esconder tantos erros, ou muita gema política sendo trocada entre PT e PMDB para acolvitar o não às CPIs, com os laços do abafa ..
Depois desta conclusão das mocinhas ,que o Temer tem que entrar no foco da ordem, foi que "de repente" a  Ideli . humilde pela metade da sua primeira vez de humilde, ligou para o sapo principe.
Será que esta idéia do Temer atuar todos os seus títulos , cavaleiro de honra, príncipe do PMDB, e rei do Jaburu, como anjo da guarda do governo Dilma, partiu de Miriam Belchior? Deve ter sido, afinal ela é a ministra do planejamento... Sabe-se lá qual planejamento a coitada  faz  dentro de um desmantelo desses !
Mas...Será que vai funcionar esse negócio do Temer jaburuzando demais? Não sei bem... Olho para o Temer e lembro  tanto do Sarney que também foi eleito vice.e depois. assim, "por um golpe de sorte",pulou para  presidente. 
Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.