ARTIGO DO DEFENSOR PÚBLICO DE MARI MERECE O ESPAÇO DO BLOG OLHO DE MULHER


Meu seguidor no Twitter e também um blogueiro que eu sigo, o requintado  escritor humanista, o ilustre  defensor público, Dr. Fernando Enéas, não teria como falar melhor sobre a palavra que eu tenho cunhada no meu peito!




DIGNIDADE

Dignidade se traduz como atributo, qualidade fundamental da pessoa humana, sua importância é de tal magnitude que a Constituição Federal recepcionou-a, no seu inciso III do artigo 1º, como um dos seus pilares e fundamentos.

Dignidade do ser humano é valor imprescindível, que deve ser preservado e estimulado por toda a comunidade. A dignidade se traduz em dois aspectos: o subjetivo e o objetivo. Da nuance subjetiva, ela é o sentimento do ser humano sobre si mesmo, o que lhe possibilita consciência sobre o existir no próprio espaço e em seu próprio tempo. Sob a nuance objetiva, lança vistas sobre a dignidade e o respeito da comunidade pelo ser humano (sujeito), a compreensão de seu valor intrínseco, com reconhecimento de suas características e peculiaridades a serem sobretudo preservadas, acima de tudo. 

O conceito de dignidade está relacionado à autonomia do ser humano à racionalidade de sua existência livre. Para o filósofo Immanuel Kant, para dar sentido à ação humana, faz-se imperioso a dignidade, extraída da autodeterminação e do livre arbítrio. 

O grande filosofo, ainda afirma que: ”Age como se a máxima da tua ação se devesse tornar, pela tua vontade, em lei universal da natureza”.  E notadamente: “Age de tal maneira que uses a humanidade, tanto na tua pessoa como na pessoa de qualquer outro, sempre e simultaneamente como fim e nunca simplesmente como meio”. 

Kant, em imperativo categórico, dá cores de liberdade e autonomia ao ser humano, no âmbito de sua dignidade, e elege o conhecimento e a sensação, do ser humano, em ser único, sujeito de sua própria dignidade a qual não há de ser conspurcada – enxovalhada - sob quaisquer pretextos.

O ser humano é sempre, fim a que se destina a proteção de sua dignidade. Kant assinala que: “o valor positivo da pessoa estende-se à toda a comunidade. Assim, a dignidade deixa de ser atributo individual e interno da pessoa para alcançar a comunidade, devendo ser, por ela - comunidade -, protegida em todos os seus aspectos..” 

A todos - comunidade - se faz imperioso existir o interesse e a responsabilidade pela preservação da dignidade de cada um dos seus membros-cidadãos – sujeito seus infratores, não importando o grau de hierarquia, aos rigores da LEI - e em 

proteger e garantir a dignidade de cada ser humano-comunitário.

A dignidade é atributo fundamental para a estrutura social e normativa de toda e qualquer comunidade - que conviva no respeito aos ditames da LEI, criada para conquista e preservação dos direitos humanos e há de ser preservada. 
 
Dr. Fernando Enéas de Souza
Defensor Público Geral de Mari
Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.