MANOEL JÚNIOR NÃO CHEGOU A SER MINISTRO POR SER CITADO NA CPI DA PISTOLAGEM


Em nota publicada na manhã de hoje (15)  na coluna Painel, do Jornal Folha de São Paulo, o deputado federal paraibano Manoel Júnior do PMDB, que estaria numa lista de indicações do seu partido para o cargo de ministro do Turismo, foi recusado pela presidente Dilma Rousseff por ter sido citado na CPI da pistolagem.
De acordo com a nota, Manoel Júnior seria o favorito do líder da bancada do partido, Henrique Eduardo Alves, mas foi recusado porque o Planalto teria achado a acusação de envolvimento em assassinato muito grave, uma vez que a preferência seria para um ficha-limpa.
fonte: Portal Correio

Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.