VEREADOR É VEREADOR,FUNCIONÁRIO É FUNCIONÁRIO

 A explicação que nunca chegou aos nossos ouvidos foi dada aos vereadores de Sertãozinho, na sessão desta sexta-feira (23/09). Lembrem-se  que passamos mais de um ano sem saber o porquê da tal gratificação da Insalubridade não ser paga. Ao contrário de uma explicação, de  um chamado para o acordo, de uma reunião que solicitasse  a nossa compreensão ou quietude, fomos levados e lesados pela falta de sinceridade da secretária da saúde, que muito  fingiu estar  interessada no assunto e do nosso lado, fazendo-me como porta- voz da  promessa que ela sabia, não seria cumprida. Há muitos outros motivos de  insatisfação, mas eis o principal motivo da minha indignação com a situação: Mentir, por que fui forçada! Lembrei até de um verso meu agora:

As piores coisas que provei

Beber água sem ter sede
Pedir algo envergonhada
Cair de noite da rede
Mentir por que fui forçada
Dormir sentindo fome
Aguentar choro calada
Ser traída pelo homem
Por quem era apaixonada

Disse-me a senhora secretária ,em vários encontros que tivemos, para tratar sobre tal assunto, que não nos preocupássemos, pois  estavam  "estudando" (ela adora essa palavra. Pense num povo para estudar como se diz um NÃO) a aplicação dos nossos direitos, e que em breve seríamos agraciados com o que nos garante o artigo 89 da lei municipal 195/2010.Direito  reafirmado pela NR 15, em seu anexo 14.
De acordo com o prometido, faço conscientes a todos quanto  interesssa saber, que  a 13ª PRT  já está informada sobre tal desrespeito ao nosso direito , pois já encaminhei o assunto à procuradoria responsável pelos casos trabalhistas do município de Sertãozinho .
 Uma certeza sobre o NÃO ao nosso direito não chegou até nós... A secretária deu aos vereadores a resposta que nunca nos deu: "Não há como pagar, pois não há recursos."
Se não há  os recursos, só nos resta conferir como fica a nossa situação diante das curas proporcionadas pelo  direito subjetivo.
Vereador é Vereador, recebe resposta assim que pergunta. Nós somos servidores e merecemos um ano de enganação? 
Tomo a liberdade, em nome de todos os servidores da saúde, até daqueles que não têm como manifestar a vontade pois são praticantes da fidelidade à confiança que recebem,  para agradecer  ao vereador Vando Cardoso por ter conseguido a resposta. que nunca tivemos

Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.