A OPOSIÇÃO DE SERTÃOZINHO ESTÁ PREPARADA



Não somos nós que, na qualidade de verdadeiros socialistas e democratas  do município de Sertãozinho-PB,  estamos dando o peixe podre aos inocentes! Nós não   passamos  anos no poder sem profissionalizar os jovens, nós não iludimos as pessoas com retalhos de condições, não ensinamos pessoas a mentir sobre si mesmas.
Não somos nós que negamos a oportunidade do jovem aprender um oficio, nem somos nós que nos lembramos dos idosos somente por que alguns deles ainda gostam de exercer o direito de votar...Tão pouco somos nós que escolhemos, a dedo, duas ou três pessoas de uma mesma família, para terem salários ,enquanto muitas outras famílias estão totalmente desempregadas, e que graças a Deus e aos recursos federais encontram na Bolsa Família ou na merenda escolar a condição de algum alimento para os seus filhos.
Não somos nós que deixamos os capacitados humilhados, esquecidos , sem oportunidade alguma de   chegarem ao primeiro emprego.Nós nunca oferecemos para a ELITE a facilidade de, em vésperas de concursos, "se preparar para a prova", sem a menor falta de peso na consciência de que os justos e os  humildes ficariam no prejuízo, por que  "não tiveram as mesmas grandes chances de estudar".
Nós nunca tivemos parceiros para receber em seus nomes o dinheiro que é para dar ao outro fulano que já tem um emprego. Nós nunca fechamos as portas para os que têm mérito, antes ignoramos  a falta de respeito para com os seus estudos, esforços e direitos. Nunca tiramos a chance do mais humilde, antes clamamos pela igualdade, mas igualdade feita com base moral. Isto sim, é atitude que não desvirtua a justiça: fazer o bem a todos , mas com bases moral e legal  que  é  a obrigação da atuação administrativa. 
Nós nunca tiramos de um concursado a sua colocação  para que fosse entregue a sua vaga a outro, nem por amizade, nem por parentesco,tão pouco por interesses políticos de vitaminar cagoetes incapacitados a estarem presentes nas instituições de saúde ou educação: à nossa frente com sorrisos, às nossas costas derramando o mal sobre o mel que fingem ter.
Não somos protetores da ilegalidade , da pessoalidade, da falta de eficiência. Não somos bandeirantes da falta de transparência, não amontoamos desculpas esfarrapadas!
Nós nunca borramos a folha de pagamento com desigualdade,  nunca demos nomes em separado para que  alguns sejam mais lembrados financeiramente. Nunca tiramos do bolso de um servidor, por pura perseguição, aquilo que não tiramos do bolso do outro que não comparece todos os dias ao trabalho. Questionamos os porquês das diferenças explícitas e instaladas, mas isto é de quem enxerga o valor de todos, e não o valor dos mais queridos.
 Jamais  fizemos descontos de contribuições previdenciárias, dos contratados ,que não foram depositadas no INSS e que só foram descobertas como inexistentes quando o servidor caiu nas garras da doença.
Estamos vivendo o tempo da falsidade socialista, mas não somos nós que a praticamos. Esta é praticada por uma boa parcela de pessoas que se dão muito bem com as conveniências, e que por isto costumam trabalhar o ensaio da cegueira, com pseudos "gestos" de  bondade, de solidariedade e, sobretudo, transportadores de   pessoas inocentes ao tato da escuridão, onde ao som do falso discurso que ouvem possam achar que nós é que somos praticantes do  mal e do erro. Tais discursos são palavras que têm muito a ver com a manutenção de um modelo de governo que atua com interesses pessoais, familiares e a favor dos amigos da elite. Pessoas realmente humildes passam bem longe das defesas verdadeiras dessa gente: Aos humildes dão o sobejo dos  manjares ou a isca do falso sentimentalismo,  para que desconheçam a verdade e odeiem quem dela faz uso !
Estamos preparados para ,com total exposição de quem realmente somos, não dobrarmos os joelhos diante  do MITO DA CAVERNA, e não será  com mentiras e hipocrisias que nos deixaremos tentar ou abater!
Manteremos o nosso caráter socialista e democrata. Pedimos apenas a compreensão por esta tal DEMOCRACIA e, por conseguinte, ao nosso direito de resposta aos agravos sofridos e aos descasos violentos em que vivemos. Ou seremos sempre apedrejados, perseguidos , usados e silenciosos? Há que se ter em mente que a terceira lei de Newton ainda opera veracidade: toda força de ação recebe uma força de reação com a mesma intensidade.
Estamos juntos para acompanhar o povo que tem gosto pela verdade, pois este é o melhor BOM SENSO que até aqui nos ocorre como puro e íntegro.
Nosso caminho é o caminho que o povo trilhar, e o povo da verdade tanto está no batente  quanto está lutando para sobreviver sem ganhar no mole...O bom é que,  para mudarmos todos os males e erros, contamos com  o POVO...O POVO que  é bem  mais numeroso que a ELITE da falsa moral.
Era o que eu tinha a dizer à pessoa que mandou-me um e-mail . Pessoa  que sabe tanto quanto eu que em nada que aqui escrevi existe grau de aumento, em nada existe mentiras!

Palavras de um grande socialista:
“Eu sou um intelectual que não tem medo de ser amoroso, eu amo as pessoas e amo o mundo. E é porque amo as pessoas e amo o mundo, que eu brigo para que a justiça social se implante antes da caridade.” (Paulo Freire)
Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.