É ASSIM QUE SE COLOCA MAIS CATINGA EM MERDA : SEM RABO PRESO

1. Amaro vem de fiat e pá bufe: Freia nos meus pés...Aí começou a sessão do programa do Ratinho ao ar livre. Ele disse que não disse, mas não queria saber quem disse e disse que eu inventei, aí eu disse que não inventei e começou o fuá que foi parar na delegacia, por que Amaro ficou insistindo que eu inventei...Eu lá sou de inventar conversa? E ainda mais uma conversa condenada dessa lascando o meu nome e o de outro profissional?!...Amaro tem uns olhos lindos de verdes, mas não e o Brad Pitti para eu inventar que ele andou dizendo que nós fomos amantes...Oxent!
 Lá na delegacia a gente colocou os pingos nos is. A gente já estava quase ficando de bem... aí o peste veio dizer besteira e começou a sessão programa do Ratinho tudo de novo. Espia a onda de Amaro: Eu queria uma mulher mais nova...  E eu  disse...Pois é a gente não tem nada a ver, por que eu quero um homem com a boca bem cheirosa...Hoje a boca dele tava que estourava qualquer bafômetro...Nem sei como que a gente não se danou nos bufetes...Por que Amaro rouba a paciência até de uma santa quando ele inventa de aperrear  quanto mais a minha.
 Sobe daqui e desce de acolá,  eu disse quem disse essa coisa para mim, e pronto. Não quero mais saber disso...E quem disse que Amaro disse que sustente ou negue: existe  um homem que sabe que a pessoa disse, e um Deus que sabe que eu não menti e não inventei.Resumindo? Amaro que toque prá frente se quiser tirar a limpo com a pessoa, eu dou o assunto por encerrado, não preciso de papel da justiça para afirmar que não sou e não fui envolvida emocionalmente com ele: eu sei, Deus sabe e o próprio Amaro afirmou na delegacia que nunca teve nada comigo .. Eu só precisava falar o que estava na garganta, por que não queria morrer do bofe. Ficou o combinado entre eu e ele, não foi ordem da policia não...
Nem eu falo no nome do peste, nem ele no meu. Eu só falei agora, Amaro, para que as pessoas não pensem que nós brigamos de murros do tipo tapa olho, sabe? E também para que você não conte, para os mais interessados, as coisas com aumento nem faltando os pedacinhos...
Pronto, Amaro...Não falo mais no seu nome, mas pelo amor do nosso acordo, deixe o meu bem quietinho... Feliz Ano Novo prá você, homem!
...Ops! Quero pedir desculpas ao amigo Beja...O coitado chegou na hora, deu um beijinho no meu rosto, perguntou o que estava havendo...e eu nem tive como dar atenção, entretida com o bate boca com Amaro...Puxa vida, foi mal, Beja...Desculpe-me.

2- Meu salário está virando literalmente umas das mais certas contribuições do caixa 2 da campanha da situação, por que todo mês só cai, só cai. Quando não têm mais o que inventar para lançarem um prejuizo na minha vida,  descontam faltas que segundo observou um amigo que foi conferir o assunto com o secretário da administração, já foram descontadas. Eu fico pensando como será a situação dessas pessoas que hoje fazem e desfazem e refazem... Quando  pisarem no corredor dos servidores comuns, sem humildade e sem preparo emocional para contracenar o quadro mais esperado em Sertãozinho: A queda da ditadura.
 Descontem...O justo não fica desamparado e a sua descendência não mendiga o pão, por isto eu não quis o panetone de vocês, e não me interessou em nada a sidra! Sempre gostei das coisas que são dadas com o coração!
 Cargos de transição e poses passageiras nada mais são que uma pequena parcela de tempo que serve para  revelar as verdadeiras  personalidades de gente que desfalece a máscara de humilde e  quando vê muita merda se lambuza!

XÔ PROBLEMASSSSSSSSSSSS
 Minha próxima postagem é FELIZ e LINDA e CONSTRUTIVA como os bons e os abençoados merecem!
Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.