A FESTA DE SERTÃOZINHO PROMETE UMA NOITE ESPECIAL

Apesar dos problemas sociais e das várias cores que se distorcem ou contorcem no caleidoscópio das novelas políticas do município de Sertãozinho, vamos ver as coisas boas que também merecem destaque.
Vamos aproveitar a festa, amorecos, pois com Magnificos, a banda que ocupa um dos melhores lugares no pódio do orgulho dos paraibanos, é que dá para aproveitar mesmo!
Hoje quero falar com vocês sobre o poder da dança.

 Uma das coisas que eu mais gosto é  dançar e, modéstia colocada aos pés, eu até que danço bonzinho, transmitindo o que sinto sobre a música ou, no melhor dos casos e quando a sorte quer, transmitindo-me para alguém que considero especial e que dança comigo .
A dança é a  harmonia mais próxima da sensualidade que podemos desfrutar nos braços de alguém , quando esta  ocorre onde estamos a sós com a pessoa ou mesmo  quando diante dos olhares alheios. Há quem diga que a dança  além de ser um ´dos mais agradáveis exercicíos fisícos também é o  despertar do desejo.

Os movimentos mais pretenciosos são capazes de, aos olhos de um bom observador, denunciar o dançarino(a) como pessoa caliente  e carinhosa, daí por que pessoas que interagem corpo a corpo, com o momento de uma música, têm muita facilidade de se envolverem emocionalmente , dando asas à atração do abraço, do rosto colado, das mãos que se tocam, das vozes próximas aos ouvidos.
As cenas do filme Dança Comigo, estrelado por Richard Gere e Jeniffer Lopez,  exibem o desejo de um homem que se sente atraído por sua professora de dança, enquanto ela não passa batida na recíproca.Seus movimentos denunciam a paixão que sentem.
A dança tem o dom de unir pessoas, passar calor humano, reunir os cheiros dos corpos, desenhar a alegria da alma e sobretudo fazer pessoas unirem suas linguagens corporais.
Isadora Duncan, célebre dançarina americana, mudou a história da dança. Ela quebrou o estilo estático do balé clássico e apresentou ao mundo a sua dança livre de regras e de movimentos obrigatórios; Isadora dançava com a alma, imitando o vento, as plantas, os animais.Segundo Gabriel Chalita, ela sempre dançou com os pés  descalços e se apresentava inspirada nos desenhos das mulheres dos vasos gregos, com certa quantidade de cabelos soltos e roupas leves. Foi uma mulher  maravilhosa  na sua arte de dançar,e muito mais  na sua coragem de se apaixonar, mas foi nas injustiças que sofreu que ela se determinou como uma mulher forte .
Tenho absoluta certeza que a apresentação da Banda Magnificos , na festa de Reis de Sertãozinho ,vai trazer várias músicas que embalam casais, dado o fato da banda ter seu estilo romântico. Festa  e música? É fácil imaginar  no que vai dar :uma chance valiosa para o cara esquecer  a vergonha ,combater a solidão e chamar para dançar  aquela a quem ele quer abraçar, tocar e conhecer melhor.
Ah, e se você não sabe dançar? Hummm...Assista ao filme Dança Comigo.





Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.