TILINHA CHAMA O VELHINHO PARA TRABALHAR DEPOIS DO NATAL



Noel: -  Tilinha, o Natal já passou...Por que temos que voltar ao trabalho e fazermos hora extra na Sabiniano Maia?

Tilinha: - Papai Noel, chegou carta "nonônima" lá do sindicato do funcionário não assalariado dizendo que o coitado do  funcionário está  levando  a culpa ,mas a dívida  não é dele... Aí a carta tava pedindo  R$ 500,00 para o Geraldo que não é Vieira.
Papai Noel: - Ah, Tilinha...Que coisa ,né?
Tilinha : Pois é ,Papai Noel...Mas eu estou jogando um monte de caixinhas com R $ 500, 00.
Noel: É Tilinha...Você sabe dar a resposta. Tiram muito do  seu , mas você dá o meu sem pena...
Mas...Espere um pouco, boneca atrevida...Não gaste toda a grana do meu trenó. Cadê aquele milhão que veio de Brasilia?
Tilinha: Sei não, mas aquele tem gerente, viu? E deve  ser milhão só para assar na fogueira do  Xão Jão do ano que vem, por que antes da primavera, com dinheiro ou sem dinheiro, haveremos de ver muita gente correndo do buscapé ...
Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.