FHC ABRE A BOCA PARA REVISTA INTERNACIONAL E DEMONSTRA PREFERÉNCIA POR AÉCIO EM 2014


Esse negócio de ex que não se toca que é ex e  que nunca vai embora da nossa porta, só presta para aperriar a nossa vida, perturba o nosso lance   com  um coração que deve ser livre e que procura a paz com um novo amor. O  FHC é um desses ex que o mundo inteiro tenta manter atual, e que se transforma numa frieira no nosso pé.  Só porque ele  tem o asseio nominal fincado  na sua fama de intelectual. Ninguém merece mais esse cara ditando o futuro do nosso país, mandando para a chapa da oposição quem bem ele acha melhor. Desta vez o cara que fala mais coisas incompreensíveis  que coisas com nexo foi mais longe que defender a liberação da maconha , andou dizendo para a revista The Economist que o Aécio é o candidato óbvio do PSDB para disputar as eleições 2014. óbvio é de lascar.Óbvio faltando 2 anos ? "Não é " cartel nadinha esse óbvio...Óbvio um cacete!!!
Quem consegue acreditar que chegará o  dia do Brasil ter as prévias? Quem consegue acreditar que a política do  café com leite está morta e enterrada com esse joguinho de SP ou Minas? Quem consegue acreditar que o PSDB nacional, o PSDB da cerne, não é uma ditadura que apaga o nome dos melhores políticos só para abençoar amiguinhos mais" óbvios"?!
Serra não, Aécio também não...O Brasil quer novidade, novidade das boas, novidade escolhida  pela voz  da democracia.
Aperte o seu cigarrinho, FHC, mas faça-nos o favor de cantar Bezerra da Silva: " Vou apertar, mas não vou acender agora. Se segura,malandro, pra fazer a cabeça tem hora. "
Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.