VOCÊ SABE O QUE É REALMENTE SER ANALFABETO? LANÇADA A CAMPANHA FALA RONY FALA



Algumas palavras e alguns dias comemorativos foram criados porque um(a) bonitinho(a) pensou sobre o assunto e conseguiu fazer este assunto entrar em uso, porém, de acordo com as mutações de uso determinadas palavras e dias têm o poder de ferir a dignidade e a sensibilidade das pessoas.

Escolho como palavra miss antipatia (a antipatia que eu sinto) a palavra analfabeto, tudo bem que haveria de ser criado um verbete que sintetizasse quem é aquele que não saber ler as letras, acontece que eu sinto tal palavra não como um substantivo que identifica uma pessoa no âmbito geral da sociedade, mas um instrumento literário que separa a pessoa para o outro lado do muro da vida em comum, colocando-a distante dos que têm saber e são arrogantes ou de outros que apesar de muita ciência continuam versando a prática da simplicidade e o eterno aprendizado. Há para os humanistas mais dedicados a certeza de que todos nós temos leitura de mundo, portanto ,como as letras poderiam ser o recado de toda a sabedoria, o conteúdo de todo bom viver, se vários pais analfabetos deram educação de base a muitos filhos ilustres das sociedades? Como isto foi possível? Pelo único mandamento que inicia a formação do bom caráter, O mandamento que tem em sua tábula o caput do bom viver: Não farás ao outro aquilo que não queres que te façam.

Quanto às datas comemorativas não suporto a ideia de um dia das mães para quem não tem mãe, o dia dos pais para quem nunca conheceu o pai, o dia das crianças para crianças que vivem em orfanatos, em situação de extrema pobreza, debaixo da violência doméstica e muitas vezes debaixo do abuso sexual praticado por um pai desumano, pai este que vai receber homenagem no dia dos pais. Imagine que dia ridículo é o dia dos namorados para quem acaba de descobrir que está tudo acabado pela traição ou pela morte.

Creio ser extremamente difícil para as pessoas que estão em contexto contraditório terem que conviver silenciosas e satisfeitas com essas farsas de homenagens que alguns seres humanos criaram sem realmente pensarem em todos os seres humanos. E por que criaram certas datas? Por que o comércio é esfomeado, queridos. O comércio quer vender flores, presentes, brinquedos, bombons e ursinhos de pelúcia, e não está nem aí para quem chora ou para quem não tem condições de entrar no rol das homenagens ou da clientela que paga para homenagear.

É, mas tudo bem, tudo bem... Acontece que não nos livramos mesmo do comércio e acabamos comprando algo para alguém que ainda temos como especial, mas a antipatia por algumas palavras? Como fica? Ela também tem o seu dia de enfraquecimento... Hoje me lembrei de alguém que soube fazer bom uso da palavra analfabeto...



O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio dependem das decisões políticas.

O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil que, da sua ignorância política, nasce a prostituta, o menor abandonado e o pior de todos os bandidos, que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio dos exploradores do povo.

Brechet teve motivos suficientes para escrever desta maneira. Ele viveu à época de Hitler, e por causa da eleição do demônio alemão, Brechet transformou a vida num eterno exílio, teve que dar umas viajadas, na Áustria, depois Suíça, Dinamarca, Finlândia, Suécia, Inglaterra, Rússia e finalmente nos Estados Unidos. Apesar de ser um perseguido, foi ele quem recebeu o Prêmio Lênin da Paz em 1954. Hitler serviu apenas para que as suas maldades fossem repudiadas e servissem como principais motivos para a criação dos direitos humanos.
Reflitam sobre a frase de Bertolt, queridos leitores, por que na vida pública também tem alguns senhores e senhoras, dando uma de analfabetos políticos, pensando apenas nos seus mundos privados, dando uma de dementes, e muito tranquilos e caladinhos apesar de saberem sobre as corrupções, as perseguições, os desvios de verbas, a falsa moral, as improbidades administrativas . Sabendo que está acontecendo muito descaso e muitas coisas ruins com a vida do povo. O pior é que essa raça de gente ainda quer continuar no poder.
 Tenho recebido espinhos por segurar o caule da rosa que homenageia a postura amigável. Há quem diga que sei tudo o que se passa pela cabeça de Rony Vieira e que guardo segredo , no entanto, isto é ilusão dos desconfiados. A cabeça dele não  é  pequena( podem olhar que parece um jerimunzinho caboclo) , não é transparente ( já arrodeiei ela todinha prá ver o  que tem lá  dentro...Nada , não descobri nenhum pedacinho de janela), não vi nela nenhum botão  power, nenhum outro que pule da sintonia  AM para a  FM( ele é do rádio, mas juro que a cabeça dele é igualzinha a nossa...Uma caixinha de surpresas). Ué, tenho culpa se o cara está na dele e não tem me dado o que postar aqui como novidade sobre seus planos e pensamentos? Só sei que ele dispensou ofertas para fazer o que o PMDB sonha, vice de Dona Márcia ele não quer ser..Sei também que o cargo de confiança da sua esposa já não faz parte do orçamento familiar, pois ela já não o ocupa mais.
Apesar do seu silêncio, eu acredito que o vereador Rony Vieira sabe ler as letras e a paisagem política...Só falta ele mostrar como está lendo o que está acontecendo bem debaixo da sua barba, O que nós  esperamos é  que ele depois de deixar gregos e troianos se arrebentando, ele se diga  contra ou a favor  de cem anos de guerra. Esperamos que ele  leia o mais breve possível a sua batalha como Aquiles, por que o povo está esperando a cartilha do bê-a-bá do seu bê-a-bá faz um bocado de tempo... E quantos dos seus guerreiros  aguentarão passar tanto tempo trancados dentro do  cavalo de Tróia, Rony?
Para se ter um nome chamado, é indiscutivel que devemos ter noção se queremos fazer parte dos nomes honrados que , por nossos feitos, serão sempre lembrados. A honra é uma vitamina que encara as ameaças de qualquer  gigante. O vídeo é um exemplo, por que se as letras são insuficientes, que as imagens falem mais alto!
























Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.