HOMENAGEM PARA AS MULHERES DO MUNDO






 Queridas Mulheres,
Algumas pessoas  nos inspiram imensamente. Uma das pessoas que me inspiraram a fazer a minha parte como mulher na sociedade foi a cantora  Vanusa, quando gravou a música Mudanças. É lúcido , forte, nada precavido ou tímido, o discurso direto que Vanusa faz nesta música. Olha só que frase linda: SUBMISSA POR CONDIÇÃO, MAS INDEPENDENTE POR OPINIÃO.
Vanusa canta e nos convida para deixarmos os entraves, os medos, a estagnação. Nos convoca a matarmos os rancores que nos atrasam, as lembranças inconstrutíveis que embaraçam nossos  caminhos. Nos chama para  assumirmos nossas posições, em todos os lugares do mundo: nas nossas casas, nas fábricas, na imprensa, na educação, na saúde, na política, na vida cristã, no casamento ou na solteirice. Deixar de ser menina não significa abandonar os  versos , tão pouco desistir das  tiaras com lacinhos  e  dos vestidos com flores bordadas ou bicos de renda na barra da saia. Sermos sensíveis e ajeitadinhas é a nossa paisagem diferencial.  Escolhi esta música para que ela também vos  inspire. Seja esta música o  bálsamo de liberdade para as  mulheres que conheço e admiro, a receita  de honra para todas que nunca vi pessoalmente,  mas que buscam algo   no Blog Olho de Mulher.
Dedico esta música a todas nós que realmente queremos nossos direitos respeitados, sem medo, sem estarmos acuadas, sem dúvidas  quanto aos nossos valores.
 A música  nos sacode com a frase" Parar de dizer não tenho tempo para a vida que grita dentro de mim ME LIBERTAAAAAAAAAAAAAAA.
FELIZ DIA DAS MULHERES!

Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.