SOLENIDADE DE POSSE DOS PROFESSORES DO ESTADO É DESRESPEITADA POR ALUNOS E FUNCIONÁRIOS DA UEPB



A solenidade de posse dos 1.016 professores classificados no último concurso do estado da Paraíba., organizada hoje (16/03) no espaço cultural José Lins do Rego,  ia sendo bonitinha, tranquila  e muito especial para os que estavam felizes por assumirem os seus cargos, ,mas na ânsia de roubar o foco e chamar a atenção da imprensa , estudantes e funcionários da UEPB invadiram a solenidade para atrapalhar algo que para eles não significa nada, mas para os novos servidores significa a conquista de um tempo melhor.  Numa tremenda falta de elegância, as pessoas da UEPB avacalharam o ambiente com uma  postura coletiva  de desordem. É inadimissível  um comportamento tão vulgar praticado por   quem faz cursos superiores e, mais ridículo ainda para quem, por opção e compromisso com a obrigação, escolheu  formar graduados que devem ter  senso crítico sim, mas que sejam muito bem dotados  da capacidade de interação, fazendo a escolha do gênero mais adequado, com avaliação do contexto  e  de acordo com o público alvo. O que os professores empossados hoje têm em comum com as lutas  pela autonomia da UEPB? NADA! Este assunto está para ser resolvido com urgência ou morosidade da parte do estado, do interesse da  instituição, ou ainda pela  justiça que conhece para cima e para baixo os artigos  da constituição brasileira e está apta a resolver assuntos desta natureza.
 A invasão de  um ambiente público onde se realizava o firmamento da diginidade de outras pessoas? Não,não...Parece pesadelo, não  é este o comportamento de quem diz entender sobre cidadania e civilidade. Não é coisa aprazível  para quem está na área da educação. Atrapalharam o discurso do governador Ricardo Coutinho com vaias que se repetiam quando o governador tentava empossar os novos professores. Tantos lugares para vaiarem o cara, se esta era a  vontade do grupo invasor...Por que  tinha que ser logo no dia da festa dos outros? Porque queriam roubar a cena, claro. Ah! Que feio, gente!
         Acredito nos resultados  das lutas,mas não concordo com os meios que se inspiram no  desrespeito. Não é agredindo o espaço dos outros que conquistamos os nossos sonhos e objetivos. O dia era de posse, de festa, de alegria para os novos servidores. Foi infeliz a ideia tramada pelo organizador(a) do movimento e mais infeliz ainda foi a  decisão dos que se colocaram à disposição de praticá-lo.. 
 Não devemos ser moles, fracos, não devemos temer às grandezas dos homens , mas devemos ter em mente que  uma autoridade, seja ela de quaisquer dos poderes, por difícil que seja o seu temperamento, merece respostas quando nos insulta, merece críticas quando não corresponde com os nossos direitos, mas não deve ser tratada com molecagem , principalmente quando está em ambientes e ocasiões que se relacionam com os valores da  dignidade, veiculadas pelas   atribuições que o seu cargo lhe confere.  Fazendo justamente o que nós não podemos fazer, enquanto cidadãos comuns.
Acredito nas lutas cara a cara, nas especificidades  das causas, , por que até uma andorinha sozinha consegue fazer o bom efeito se pousar na hora exata e no lugar correto.
Arruaça. É este o termo correto , é como entendo o movimento  de quem busca mais fazer politicagem que conquistar diálogo , acordo e consecutivamente respeito.
A UEPB faria muito melhor se organizasse os seus estudantes de comunicação social e a estes delegasse  a  arte de criar charges, montar filmes, criticar o governador , até que conseguissem  dialogar com ele. Tal atitude  poderia ser um estágio histórico para so seus alunos e também poderia gerar um resultado positivo e de aprendizagem para Ricardo valorizar o direito de expressão, por que o de bagunça e desrespeito nem ele nem autoridade alguma aceitará como coluna de construção.
Era o que eu tinha para  dizer aos que acreditam que é jogando lixo no jardim dos outros que colherão os mais lindos  jasmins !

 
Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

3 comentários:

  1. Cara Edilene, sou estudante da instituição citada. Acredito que vc já tenha visto um vídeo que circula na internet, onde o atual governador quando deputado apoiava a autonomia da UEPB. E ainda mais ele propusera um percentual ainda maior do que o atual. Na sua campanha, o mesmo reforçara o apoio e a manutenção da autonomia. Ganhado a eleição, RC alegou falência do estado e conseguiu acordar com a reitora sobre um repasse menor até o equilíbrio financeiro. Vejamos agora que o estado, segundo o próprio governador, conseguiu o tal equilíbrio. Logo ele não cumpriu o prometido com a reitora e funcionalismo da UEPB. Mudou o discurso de quando deputado e de quando candidato, infelizmente! Alunos e funcionários fizeram várias manifestações, pacíficas inclusive. Mas aí eu pergunto: A mídia divulgou essas manifestações? Não! Pois o excelentíssimo governador molhou as mãos dos midiáticos mercenários. Procure saber com os presidentes dos centros acadêmicos, eles vão lhe confirmar isso. "Se você acha que educação é cara, experimente a ignorância" Derek Bok.

    ResponderExcluir
  2. Agradeço a sua visita e a sua opinião,Valter. Quero que compreenda que em momento algum sou contra as lutas da UEPB,viu? O que critiquei foi sobre o local do movimento.Sabe aquele dia que não é nosso,por que é de outra pessoa?Foi com isso que não concordei. Além disso, tenho absoluta certeza que até para algo que vc classifica como não pacífico há que se haver um método que poupe o máximo de "inocentes", ainda mais quando detemos a condição de sermos bons exemplos.Você discorda?
    Quanto à sua frase, não encontrei nela algo direcionado à minha crítica, por que no que tange ao comportamento invasivo que a UEPB conspirou e levou à prática não sou ignorante e foi , volto a repetir, com isto que discordei. Se tal frase se refere à mesquinharia dos repasses , cometida pelo governador , discordo das atitudes dele.Não vejo com bons olhos a poda das verbas, a intromissão na autonomia da UEPB, muito menos a falta de tato para receber a UEPB com atenção, respeito , acordo e solução para acabar de vez com essas coisas desagradáveis que cidadão algum gosta de viver.Quem escolheu governar foi ele, mas nós que vamos curtir os balacobacos dele com UEPB ou com qualquer outra instituição? Daí por que acredito nas especificações das causas que se organizam de acordo com o tempo e o espaço.
    O que recomendo é que vocês continuem a luta, busquem a imprensa de outro estado, filmem algo bem legal e enviem para o G1, ORGANIZEM UMA CARAVANA e cheguem ao Senado Federal ( cuidado, porque no plenário não poderão fazer barulho, mas terão presença anunciada e com certeza senadores que tentarão algo bom para vocês),descolem deputados na AL para segurar a bandeira desta luta.
    Desejo vitória para a UEPB,mas pelo amor de Deus, vamos lutar na maior elegância, bem trajados de comunidade intelectual, por que é assim que se provoca a atenção de quem acha que não seremos noíciantes do nosso tempo.
    Abraço carinhoso, Volte sempre. E quando precisar postar qualquer coisa sobre o assunto, o Blog Olho de Mulher abre o espaço.

    ResponderExcluir
  3. Perdoe-me pelo erro ortográfico. Onde vc lê noiciantes, por favor, leia noticiantes. Meu Amigo, escrever sem os meus óculos é quase crime ambiental: eu sujo a paisagem rsrsr

    ResponderExcluir

Faça o seu comentário.