VOCÊ ACREDITA QUE A BAJULAÇÃO FAZ ALGUÉM GOSTAR DE VOCÊ?

   Sabe, a verdade é que as pessoas  valorizam o que você é, quando você tem condição de mostrar melhor a sua originalidade. Aquelas que não gostam que você demonstre o seu natural, é porque têm pensamentos, personalidade e planos muito diferentes dos seus...Então, você pensa: " Poxa,o que fazer para conquistar tal coisa com aquela pessoa se eu continuar sendo alguém que não a bajula?"
 Sabe o que eu penso?  Seja você, porque com artificialidade e  bajulações ou  mostrando que você tem um preço X  ou que vale o valor Y, você se tornará objeto adquirido e em seguida descartado, vítima das propostas que , pelos mais nobres são reconhecidas como  indecentes, valores ou trocas de interesses que conseguem pausar ,diminuir ou aniquilar o seu verdadeiro modo de agir. E não pense que quando falo dos mais nobres estou indo às torres dos castelos.Falo do nobre cidadão que escorre suor do rosto e  sabe ver quem ganha muito melhor e no mole. O modo que faz as pessoas gostarem de você  é quando elas reconhecem que você tem a sua legítima apresentação valorizada por seu talento, esforço, criatividade e trabalho. Toda pessoa que, por algum motivo "não vai com a sua cara", e não  dava muita bola a você antes,  tem um arsenal de defesa interior que pode até fingir que aceita você agora e que gosta das suas bajulações( mas quem está gastando sabe o quanto está gastando e sabe que você está sob a influência do repasse),e irá  se livrar de você  tão logo possa mostrar  que não precisa mais do seu jeito regrado, manhoso, manso , dominado e sobretudo desprovido da sua verdadeira personalidade. Ninguém, nem o comprador nem o fabricante, muito menos o cliente, gosta de peça similar. A galera adora o origem now!
Tratar bem e com  respeito é educação, bajular quem você acha que é útil para os seus sonhos é assunto pessoal (nada a ver com a vida pública), mas  bajular pessoas  que você sabe que são torpes na esfera administrativa é coisa para quem tem pouca sensibilidade de fixar na mente que pedir esmolas de atenção para outrem , influenciar o coleguismo com mentiras bonitinhas e favorer a si e a seus familiares com certas vantagens  são coisas para quem quer ser desacreditado no campo da vida pública  e o do trabalho ético! Quem gosta de você, gosta só pelo motivo de saber que você existe e não pelo motivo que faz de você uma pessoa regrada quando ficar pertinho do cheirinho do queijo. É preciso ser forte e se afastar do coalho, dizer para si mesmo: Sou alguém e não um(a) rato(a). Pense nisso!
O queijo mofa, mas a dignidade é para sempre louvada..Prefira perder todo e qualquer dinheiro sujo, passar por dentro do corredor estreito, mas continuar com  a sua  credibilidade. Dinheiro limpo vem do trabalho , o  caminho da justiça é  estreito, mas só ele poderá lhe oferecer um lugar mais espaçoso e seguro. Quanto à  credibilidade, ela é como a virgindade : depois de perdida ninguém sabe onde vai parar...Se ambas  estivessem no balcão da farmácia, a fila dos que  se deixaram usar e  desistiram de si mesmo estaria enorme!

A dica não é para os servidores nem para os eleitores...É para alguém que, segundo as vozes das ruas, se mudar da água para o  vinho, poderá provar de um cálice fervente!
Onde caiu a carapuça ? Espero que onde a consciência fale mais alto e o bom senso seja o rei das atitudes!
Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.