O CIDADÃO DE LAGOA DE BAIXO NÃO É A PROVA DE SEDE!



A sede vê miragem.Se não tem água ,é claro que não tem Coca- Cola. A imagem serve tanto quanto  mil palavras irônicas da blogueira que vos escreve !
 Carissimos amigos que acompanham o Blog Olho de Mulher, as pessoas do sitio Lagoa de Baixo vivem o dilema da desigualdade, pois há muito elas não têm assistência da saúde pública na comunidade onde residem. Para fazerem consultas odontológicas precisam se deslocar para o prédio da  ESF do sítio  Guabiraba. Para se consultarem com o médico e/ou com a enfermeira  preciam ir para o ESF do sítio Canafístula. Isto acontece há um bom tempo, desde que um desentendimento de cunho pessoal, entre o gestor e o senhor que alugava uma casa para servir como ponto de atendimento  de saúde, sustou o contrato e  levou o cidadão de Lagoa de Baixo a ser paciente de três locais: Guabiraba, Canafístula e posto médico da cidade quando houver casos de doença  fora da data de atendimento em Canafístula  ou quando os profissionais da zona rural estão em  férias. 
Até aí, vamos dar uma amaciada, primeiro no poder legislativo, por que ouvi  o vereador Jaciel Vieira, na solenidade de inauguração da ESF do Sítio Guabiraba,  pedir um posto médico para a região de Lagoa de Baixo também ( não foi atendido, mas tudo bem,fez a sua parte)...Agora vamos  amaciar o poder executivo, pois, apesar de tudo e da desigualdade ainda não sanada , por não ter dado à  comunidade de Lagoa de Baixo um ponto fixo para o atendimento,   não está deixando de prestar o veículo que transporta esses pacientes para o atendimento no sítio Canafístula. Além disso,  a equipe de saúde que faz o atendimento da zona rural, diga-se de passagem e registre-se o mérito, é competente , responsável e trabalha com muita boa vontade, sem temer a demanda e muitas vezes estendendo o atendimento além da hora fixada para o trabalho.
A coisa que é grave , no momento, é a falta de atenção para os mínimos detalhes em agradecimento à própria postura de pacientes dessas pessoas que se deslocam das suas casas para buscar tratamento de saúde. Não é de hoje nem de ontem que elas  chegam ao Sítio Canafístula e não encontram água no bebedouro. Ontem o caso se repetiu, e é bom deixar claro aqui que a água não chegou ao bebedouro por falta de aviso, porque o recado foi enviado. Agora se não foi entregue ou se foi , mas  quem recebeu deu poucos ouvidos é o que não serve como  interesse coletivo para   quem teve que pedir água na casa dos moradores vizinhos à unidade de saúde na tarde de ontem. Adultos com sede já ficam sem paciência, imaginem as crianças que comem pipoca e biscoitos.
Peço solicitamente ao poder executivo que se destaque em compreensão, e deixe a unidade de saúde do sítio Canafístula abastecida por mais de um galão de água mineral , tendo sempre um no bebedouro e outro como reserva, e peço ainda mais: Não culpem os servidores da saúde, por que junto com os pacientes também sofrem sede, e sofrem calados ou pedindo água aos bons  vizinhos.
Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.