Humor da vida real : ao lado de Josenildo só não ri quem está com prisão de ventre

Semana passada estava eu tranquila e calma, na EAS de Canafístula, quando o danado do celular começou a tocar Às Avessas , da banda Arquimeds ( meu toque de chamadas)...Era Josenildo Francisco  pedindo para que eu analisasse uma questão do curso dele: Porque devemos ler bobagem nos dias atuais? Ficou de discutir o assunto comigo, depois do horário de trabalho...Ler bobagem?! Pensei " deve ser por motivos das linguagens virtuais"
Quando nos encontramos ele perguntou : - E então? Por que devemos ler Bocage nos dias atuais?
 E eu: - Como é que eu sei se nunca li esse peste?! Passei a tarde todinha pensando em ler bobagem...Quem manda você falar encostando a lingua nos dentes? Você é Romário por acaso?


Mais uma de Josenildo...Estávamos caminhando no campo, em direção ao carro, quando a partida do São Paulo X Associação Desportiva Sertãozinho já havia sido encerrada.Quando olho e vejo aquele corpo enorme , bege indeciso, passar por mim correndo, trajando apenas uma cueca marrom...Mas meninoooooo, quando eu percebi quem era o cabra, e me vi sem memória na câmera para registrar o verdadeiro furo de reportagem...Falei : -Josenildo, clique esta cena  com a câmera do teu celular.
E ele respondeu : -Não estou nem doido.Faz tão pouco tempo que eu e ele fizemos as pazes...Deus me livre de perder esse amigo em ano político.Quem arruma intriga com radialista é outro, eu mesmo não!
Assim sendo , também não vou arrumar esta intriga, né? kkkkk Não digo o nome do bichinho nem que a vaca tussa...

Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.