A agricultora sertaneja Maria da Silva, 40, moradora da zona rural de Pombal, no Sertão paraibano, está grávida de quíntuplos. A surpresa foi descoberta na última quinta-feira, quando ela fez um exame de ultrassom que comprovou a existência de cinco sacos gestacionais.
De acordo com os geneticistas, a chance de acontecer uma gravidez desse tipo, sem que se tenha feito tratamento de fertilização, é de uma a cada 40 milhões de mulheres. A gravidez é considerada de alto risco. Moradores do município farão campanha para ajudar na compra do enxoval para os bebês.
De acordo com a agricultora, que está com um mês e meio de gestação, o tamanho da barriga foi o que lhe causou a desconfiança de que se tratasse de mais de um bebê. ”Eu tenho um filho de 11 anos de idade e pela experiência de mãe, desconfiei de que o tamanho d eminha barriga não era comum para apenas um mês e meio de gestação. Foi então que decidi ir a clinica fazer o ultrassom e tive a surpresa de que não era somente um, mas cinco”, disse a agricultora.
Emocionada, Maria da Silva está se preparando para a gravidez que oferece riscos, conforme geneticistas. “Estou muito emocionada e ao saber da notícia, esqueci até o exame de ultrassom na clinica. Farei de tudo para que a gravidez seja sadia e que os bebes nasçam com saúde”, contou.
O funcionário público Zildo de Sousa foi um dos primeiros a visitar a grávida após saber da notícia. Ele é um dos vários moradores que demonstraram curiosidade em relação à gravidez inusitada e agora irá fazer campanhas para conseguir doações para o enxoval e outras despesas da gravidez dos quíntuplos. “Já estamos nos mobilizando para ajudar, porque é um caso inusitado e ela terá muitas despesas e precisará do apoio de todos”, destacou.
A agricultora que mora no sítio Lajedo, na zona rural de Pombal e se mudou para cidade. Ela está desempregada e o marido,Valmir Lima Gomes trabalha como pedreiro.
O geneticista Adriano Azevedo de Mello, Mestre em Genética e Doutorando em Biologia Celular e Neurociências, explicou que o caso é raríssimo. “As gestações múltiplas são consideradas de alto risco, para a mãe e os filhos, que geralmente nascem prematuros e necessitam de cuidados especiais ao nascimento. Dentre os partos múltiplos naturais, os de trigêmeos são menos frequentes que os de gêmeos, sendo mais raros ainda os de quadrigêmeos e de quíntuplos”, disse. Segundo ele, as causas para o nascimento de gêmeos têm influências genéticas, hormonais e idade materna. “Não tenho conhecimento de estudos sobre alimento ou exercício influenciando esse tipo de gravidez”, explicou.
Em caso de inseminação, resolução do CFM limita quantidade de embriões – Em casos de inseminação existe uma resolução do Conselho Federal de Medicina (Resolução CFM no 1.957/2010) que regulamenta o número de embriões que podem ser implantados. “O número máximo de oócitos e embriões a serem transferidos para a receptora não pode ser superior a quatro. Em relação ao número de embriões a serem transferidos são feitas determinações. Em mulheres com até 35 anos: até dois embriões); mulheres entre 36 e 39 anos: até três embriões e mulheres com 40 anos ou mais: até quatro embriões”, explicou.
Casos idênticos e formação de gêmeos – O especialista Adriano Azevedo lembrou que houve recentemente nos Estados Unidos o caso de uma mãe que, após tratamento, deu a luz a oito filhos. “Muito esporadicamente assinala-se o nascimento de um número de gêmeos superior a cinco, mas não há registro confiável de que tenham sobrevivido”, revelou. Ele explicou que a formação de gêmeos pode ocorrer por múltipla ovulação ou problemas durante a formação das primeiras células do embrião, que nesse caso se dividem gerando dois ou mais embriões.
Ligia Coeli e Daniel Motta do Jornal Correio da PB


Postar no Google Plus

About Sergio Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.