O amor de Henrique VIII e Ana Bolena


Ao virar os conteúdos de suas últimas cartas em minha mente, eu tenho colocado-me em grande agonia, sem saber como interpretá-los, se em minha desvantagem, como mostra em alguns lugares, ou a minha vantagem, como me faz entendê-los em alguns outros, e rogo-lhe encarecidamente que me avise expressivamente toda a sua mente como o amor entre nós dois.
É absolutamente necessário para eu obter essa resposta, tendo sido, por mais de um ano, atingido pela flecha do amor, e ainda não tenho certeza se vou conseguir encontrar um lugar em seu coração e sua afeição, já que este último ponto impediu-me por algum tempo passado de chamá-la de minha amante, porque, se você só ama-me com um amor comum, esse nome não é adequado para você, porque se denota um amor singular, isso está longe de ser comum. Mas se você desejar ser uma verdadeira amante leal e amiga, e desistir do seu corpo e alma para mim, quem será, e tem sido, seu mais fiel servo (se a sua severidade não me proíbe) eu prometo-lhe que não só esse nome será dado a você, mas também você será minha única amante, deixando todas as outras de lado, fora dos meus pensamentos e afeições, e servir somente a você. Rogo-lhe que dê uma resposta a esta carta rude, para que eu possa saber sobre o quê e até onde eu possa me depender.E se não te agradar me responder por escrito, indique um lugar onde isto possa ser dito, e irei para lá com todo meu coração.
Sem mais, por medo de te cansar.
Escrito pela mão daquele que seria de bom grado seu,

H.R.
Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.