Pet Shop maldito: filho da dona maltratava os animais antes do banho



As imagens foram feitas há cerca de quatro meses, por um ex-funcionário da loja, mas só foram divulgadas ontem, pelo "RJTV".
Daniel Barroso, filho da dona da pet shop, era quem dava o banho. O problema era o que ele fazia antes disso. Numa das imagens, dá socos e amordaça um vira-lata. Em outra, dá garrafadas no focinho de um Labrador. Depois, bate a cabeça do cão contra a parede.
Protesto - As imagens revoltaram moradores e donos de animais, que cercaram a pet shop instantes depois da divulgação da reportagem. Cerca de 50 pessoas foram à loja, para protestar. Uma funcionária foi obrigada a fechar o local às pressas e algumas pessoas chutaram a porta. O estabelecimento só não foi depredado porque policiais do 3º BPM (Méier) chegaram ao local.
Donos do imóvel - A situação também causou dores de cabeça aos proprietários do imóvel, alugado à dona da pet shop. "As pessoas querem depredar o imóvel, que é alugado. É um absurdo isso. E o pior é que o aluguel foi renovado há duas semanas", disse, revoltado, o advogado Fabiano Costa, filho dos donos.
Pata quebrada - Três clientes, donos de animais que frequentavam a pet shop, prestaram depoimento, ontem à tarde, na 26ª DP (Todos os Santos). Um dos animais está com a pata quebrada. Segundo a dona do cão, ele voltou da pet shop mancando, há três meses.
Intimação - A dona da pet shop, Solange Barroso, e o filho dela, Daniel, que aparece agredindo os animais no vídeo, devem ser intimados a depor ainda hoje. O caso será investigado pela Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente.
Pena de até 1 ano - A ocorrência foi registrada pelo artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais, "por praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos". A pena de detenção varia de três meses a 1 ano.
Primeira pet shop - O caso também está sendo acompanhado pela Secretaria Municipal de Promoção e Defesa dos Animais. "É a primeira vez que isso acontece em pet shop no Rio. É uma situação muito triste", disse o veterinário Alceu Cardoso, coordenador técnico da secretaria.
Outros casos em 2012 - Neste ano, a secretaria registrou três casos de maus tratos a animais. Em Paquetá, na Baía de Guanabara, um homem foi autuado por maltratar um cavalo usado em passeios turísticos. Em Santa Cruz, na Zona Oeste, 80 cães foram encontrados numa casa. Na Tijuca, dois macacos-prego, em extinção, ficavam em cativeiro.

Fragmentos do texto do EXTRA.


Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.