A POLITICAGEM DE SERTÃOZINHO CRIOU O PROGRAMA MINHA CASA MINHA INTRIGA

Deus, tanto que já pedi,Senhor, para mudar meu jeito! Mude, Senhor...Enquanto o Senhor me deixar ser assim...Lá vou eu:



Classifico como grosseria social, estupidez fora de época,  a politicagem à qual meia dúzia de rancorosos do município de Sertãozinho se dedica dia e noite, noite e dia. Quando não usam uma colher pra mexer merda, usam uma pá pra revirar carniça. Enquanto isto acontecer, progrersso que é bom nada, né?
Agora mexem com pessoas que precisam de casa para morar, pessoas que construiram no terreno do estado.  Sertãozinho não pertence ao estado da Paraíba não? Então empurrem o município para o Rio Grande do Norte e vivam para sempre debaixo dos pés dos Maia...É lá que o cancão pia mais arrochado ainda!
O povo precisa de casa sim! Venha de onde vier. Chegue de onde chegar, o povo tem direito à moradia com dignidade. Mas, esperar quanto de entendimento dos leigos ?  A moradia é uma das preconizações dos Direitos Humanos, magote de desmamado da leitura: Vejam o  art. XXV, item 1, da Declaração Universal dos Direitos Humanos, de 1948.
O que acontece ferozmente , queridos e queridas, é que o despreparo dessa meia duzia é tão violento que atiça a falta de interação dos poderes executivos, bagunça o bom andamento das políticas públicas e dos compromissos para com as causas urgentes. Infelizmente este descontrole de tomadas de atitudes mesquinhas tem opções de ataque e contra atraque , como  as duas pontas de um jogo de dominó...Se o prefeito empurra um carroção de um lado, a oposição enfia outro de lá. Mas até quando isto vai acontecer? Porque tanta obstrução do desenvolvimento de uma cidade e de uma gente se a pirraça que peremeia os templos dos politicos não constrói dignidade para ninguém ?
Essa picuinha indigesta só desconstruiu o sossego  dos mais humildes, simulando um mal estar entre o estado e o município, quando na verdade o mal estar é outro. O mal estar é específico: internamente municipal. É um mal intrisicamente composto por interesses pessoais. Quem tem o município tem o poder , quem tem o affair do estado tem alguns empregos . A intrigaria concomitante separa eleitores de A para um lado,e eleitores de B ED o povo que sofra nas esquinas do atraso.
 Alguns políticos  só incitar a intrigaria , arrumar seus votos pra outrem e, por causa deles,comer muito bem calados. Outros recebem suas assessorias que não assessora a ninguém, mas melhora as suas vidas seja lá no que for. Daí são estes os "moralizados" ? Estes que  suportam humilhações de políticos de fora porque cai um cacauzinho em seus bolsos e não se entendem com os políticos de casa para ver se cai algum bem na vida do povo?
Claro que sou contra ao enriquecimento ilícito, ao exagerado ajuntamento de bens conquistados pelo protecionismo, a doação de terrenos para quem já possui casa própria, aos arrumadinhos , mas jamais serei contra a qualquer gesto que venha socorrer ao   cidadão mais humilde.  Só sabe o que significa a casa própria  quem está pagando aluguel ou morando de favor. Os senhores de mansões, vendedores de terrenos, proprietários de terras,  negociantes, realmente não sabem como é ruim não ter casa.
Ao invés de estar este inferno todo por causa das casas dos mais humildes o que deveria acontecer mesmo era que os senhores e senhoras comprometidos com a política de Sertãozinho se unissem para pedir ao estado a doação desses terrenos, de maneira que fossem os terrenos doados somente  depois de uma triagem honesta (sem preferência pelos partidários). Mas o que?! Cada um que vá tocar netse assunto que o que vai acontecer é o desenterrar do proejeto de uma creche que nem nasceu, mas está "enterrada" por lá.
 Menino precisa primeiro de lar, depois de creche. É debaixo do teto familiar que as crianças devem ter mais tempo de convivência.
É isto, amigos e amigas. Vamos que vamos, rapaziada da baixada sertãozinhense. Vamos ver se esse governador que em 2014 vai estar muito louquinho por votos para se reeleger vai cair na pegadinha das guerrinhas municipais e mexer com o povão. Só se ele fosse menino. Ele não é menino não. O menino idolatrado por muita gente é bem capaz de estar em algumas comissões, porém, pode ser que também esteja  batendo coxas nos bailes de Brasília...Sei lá! Às vezes meus passarinhos fazem mais que cantar melodias maravilhosas.

Eu sou assim..Deus me fez assim. Agora venha mudar, só porque você é menino ou homem!

Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.