PEDIDO DE AJUDA PARA FAMÍLIA DE SERTÃOZIINHO-PB TER BANHEIRO COMO PRESENTE DE NATAL





Querido Homem de Deus,


Apesar de nunca ter procurado o senhor, nunca ter conversado com o senhor sobre o assunto que vou tratar agora. peço que me desculpe a ousadia de dirigir-me ao senhor aqui no aberto, mas isto se dá porque  eu o ouvi tantas vezes no aberto... Sem querer ouvir, mas ouvi naquelas caixinhas dos postes. Aos poucos fui prestando atenção nas suas palavras, o senhor foi ganhando a minha confiança e não porque fala bonito, mas porque fala a verdade. Só pode ser por isto que  hoje não pensei em outra pessoa: Pensei em Padre Demétrio.  Eu já venho batida de tanto acreditar em gente com poder, por não saber quando os bons sentimentos  dessa gente desabrocham., porque continuo vendo as emergências de solidariedade deitadas no colchão da omissão, resolvi procurar ajuda com outra pessoa. Cansei, padre! Cansei tanto que não desejo que o senhor percorra  todas as minhas postagens. Não estou no confessionário, mas assumo que faço coisas feias. Eu até xingo quando estou brava, e sei que para um homem do evangelho não justifica o que vou dizer agora: xingo,  mas nunca estou brava sem causa.  Depois tratamos dessa possibilidade dos seus sermões me educar um pouco mais...Sei que peco e sou frágil,mas pelo menos assumo que faço coisa feia. Acredite que apesar disso, tenho um coração até bonzinho quando vejo coisas que podemos melhorar.
 Hoje quero escrever para quem tem Deus no coração e consegue chamar pessoas que também sabem sobre Deus. Gente  que o problema do seu irmão é um problema do estado, da família, da sociedade e também muitas vezes é um problema seu.  Preferi confiar na sua pessoa, pois,  sei o quanto tem se empenhado por levar o ensinamento da Palavra de Deus e os trabalhos sociais  à comunidade.
Padre, o senhor precisa ver como é feio, desumano, maltratante para o coração, a situação do" banheiro" de uma família que mora no Sítio Lagoa Velha. É um cercadinho de palhas de coqueiro, o piso são pedras soltas, a água do banho está numa vasilha de barro. Eles tomam banho e fazem xixi naquele cercadinho, mas a outra necessidade não podem fazer lá dentro, pois, não teriam como se livrar do mau cheiro e afastar os dejetos somente com  água e  vassoura.  Para a outra necessidade fisiológica  eles caminham dentro do mato até encontrar algum arbusto de porte  maior dentro da caatinga. Quando encontram  ficam de cócoras para a finalidade em questão, mas vivem o sufoco de tentar se esconder dos olhos de alguma pessoa que possa aparecer em dado momento.  Sofrem na chuva, no verão , durante o dia e durante a noite. Para quem pensa que a noite lhes preserva a nudez é bom lembrar que a noite também é uma questão de risco que os expõe a animais peçonhentos...Quem pode se defender de algo que não consegue saber onde está?
A família é numerosa e muito humilde, vive  do pouco que as míseras moedas da Bolsa Família conseguem lhes fornecer. As crianças desta família são  tão belas que  mesmo que estejam vestidas com roupas humildes têm cheiro de esperança. Uma delas é a melhor aluna de uma escola da rede municipal de Sertãozinho, tendo até vivido momentos de homenagens por se destacar nos estudos . E isto me deixou muito feliz quando eu soube. Ela chegará a algum lugar, porque Deus é maior que a miséria e a educação é mais forte que o atraso. Mas porque ela vive essa condição de vida tão feia se podemos nos unir e ajudá-la a ter um banheiro, água encanada e o direito à privacidade do seu corpo garantido? Ela está ficando mocinha...O conselho Tutelar bem que pode se preocupar com isto, mas estamos falando de emergência da infra-estrutura
Senhor Padre, eu lhe peço que ajude esta família a ter um banheiro de natal, mas um banheiro que dure anos de dignidade. A professora Madalena Vieira sabe quem é a aluna da qual estou falando. Será muito fácil realizarmos este sonho.
Não quero dizer quanto vou doar, porque é feio mostrar a mãozinha da oferta, mas estou aqui me prontificando a ir ao seu encontro, tão logo o senhor  dê  inicio a este primeiro mutirão do amor. Sabemos que há de aparecer o pedreiro de Deus, os serventes de Deus, os comerciantes de Deus, os políticos de Deus, os filhos de Deus...Mas como chegarão se não forem chamados pelas caixinhas da Imaculada, Padre? As caixinhas da Imaculada são mais rápidas que o Blog Olho de Mulher, põe mais rápidas nisso!!!

Com fé em Deus e com esperança no coração dos homens de boa vontade sei que vamos conseguir 



Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.