HEMOCENTRO INICIA CAMPANHA DE DOAÇÃO DE SANGUE PARA A DEMANDA DO CARNAVAL



Com o tema “Neste Carnaval Vista Sua Fantasia de Salva Vidas. Doe Sangue”, o Hemocentro da Paraíba inicia nesta segunda-feira (21) mais uma campanha de doação de sangue alusiva ao Carnaval. De acordo com a chefe do Núcleo de Ações Estratégicas do Hemocentro, Divane Cabral, a campanha, que só será encerrada no dia 16 de fevereiro, vai atingir toda a hemorrede e tem como principal objetivo conclamar os doadores e as pessoas que visitam o Estado a exercer a sua cidadania e solidariedade, doando seu sangue, para que o Hemocentro possa manter o estoque regular. A diretora geral do Hemocentro, Sandra Sobreira, explicou que nesta época do ano o número de doações de sangue cai cerca de 50%, pelo fato de muitas pessoas viajarem de férias. “Em contrapartida, neste período aumenta o número de acidentes e, consequentemente, a demanda de sangue nos hospitais. É preciso destacar também as pessoas com câncer, que fazem transfusões regularmente e que correm o risco de serem prejudicadas com a falta do produto”, disse Divane Cabral. A Rede Hemocentro da Paraíba é responsável por atender 40 hospitais, cobrindo 100% dos leitos do Sistema Único de Saúde e mais os leitos de planos de saúde cadastrados. Para tanto, é composta por uma rede de dez hemonúcleos distribuídos nos municípios de Guarabira, Picuí, Monteiro, Princesa Isabel, Patos, Piancó, Itaporanga, Cajazeiras, Sousa e Catolé do Rocha, além de um regional em Campina Grande. A hemorrede recebe em média sete mil doações de sangue por mês, o que é suficiente para atender a demanda dos hospitais públicos e privados. Coletas externas – Para reforçar e sensibilizar ainda mais as pessoas sobre a doação de sangue, o Hemocentro da Paraíba continua realizando as doações externas mensalmente. A programação deste mês teve início no dia 8, quando foi realizada a primeira coleta externa no Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena. No dia 9, a coleta aconteceu no Supermercado Litoral, no Bairro de Intermares. No dia 16, a coleta foi realizada no Antigo Fórum do Bairro de Mangabeira. Nesta quarta-feira (23), será a vez da Empresa Control, no conjunto Ernesto Geisel, em João Pessoa, a receber a unidade móvel do Hemocentro. Dia 29, será no Centro de Ciências Sociais (CCS) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e, fechando a programação, a última coleta acontecerá no Parque Solon de Lucena, no dia 30. O horário das coletas é das 8h às 16h. Sandra Sobreira faz um apelo para que as pessoas compareçam aos locais onde acontecerão as coletas externas e façam a doação. “O Hemocentro precisa manter o estoque de sangue regular para atender a demanda. Em datas comemorativas do ano, sempre fazemos campanhas para sensibilizar as pessoas sobre a importância do ato de doar sangue. É um gesto humano, solidário e que ajuda a salvar vidas”, destacou. Condições para ser doador de sangue - Ter idade entre 16 e 67 anos, 11 meses e 29 dias (se for menor de 18 anos é necessário autorização do responsável legal). - Pesar acima de 50 quilos. - Ter dormido normalmente nas últimas 24 horas - Estar alimentado, dando intervalo de 2 horas após o almoço. - Evitar alimentos gordurosos na véspera e no dia da doação. - Não ter tido hepatite após os 11 anos de idade. - Não estar gripado, resfriado, com febre ou diarreia. - Não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas. - Não ter comportamento de risco para doenças sexualmente transmissíveis. - Não estar grávida ou em período de amamentação. A menstruação e o uso de pílulas anticoncepcionais não impedem a doação. - Respeitar o intervalo entre as doações que devem ser de dois meses para os homens e de três meses para as mulheres. As pessoas interessadas em doar sangue que queiram tirar qualquer dúvida ou marcar uma coleta externa podem ligar para o telefone (083) 3218-7698.
Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.