AVISO URGENTE AOS PODERES E PODEROSOS DE BELÉM

Estou avisando em alto e bom som de fonemas:
Ou as autoridades de Belém-PB começam a agir em combate à pedofilia e à prostituição , se reúnem, montam um serviço local (porque é mais rápido e eficaz), atuam com políticas de proteção aos Direitos Humanos, tratam este assunto como COISA GRAVE ou, sem ver resposta e atitude dos que em Belém fazem o poder, vou mesmo acionar os poderes de cima pra baixo. Da Ministra Maria do Rosário pra lá, não há de me faltar coragem no coração nem falta de informação nas teclas. O disque 100 fica longe do que estamos vivendo. As pessoas entendem distância como dificuldade, e elas realmente estão certas. O que tem que se fazer em Belém é acatar as denúncias e partir para  a caça imediata,  tentar o FLAGRANTE.
Os olhos e ouvidos do poder local têm que agir, o povo de Belém tem que saber que o socorro e a vigilância moram dentro de casa. Os "marmanjinhos" que se divertem com meninas menores têm de sofrer o temor para se comportarem melhor.
Infelizmente, o poder de polícia ainda é o melhor combate ao crime. O melhor remédio para a atitude da sociedade ser despertada é as pessoas pensarem: “E se estivesse acontecendo com uma filha, uma irmã, uma sobrinha minha?"
E porque o flagrante é  importante, amigos e amigas, senhores e senhoras que fazem a vida pública? Porque os homens que patrocinam a prostituição de meninas têm o hábito de treiná-las para protegê-los: O dinheiro fácil é a garantia do silêncio.
 Não estou brincando. Aguardo providências, porque se estas não forem tomadas, adianto-lhes que Belém vira palco de escândalo da omissão. Endereços eu tenho sobrando. Agora fiquem de bracinhos cruzados e depois digam que eu fui insensata, impaciente e que não avisei!
O prefeito tem um mês inteirinho para entender que não sou eu cidadã comum pedindo resposta, mas uma sociedade inteira merecendo atenção.  Depois disso, caso a coisa não seja levada em conta... Lá vamos nós:

Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República

Setor Comercial Sul - B, Quadra 9, Lote C, Edificio Parque Cidade Corporate, Torre "A", 10º andar,
Brasília, Distrito Federal, Brasil
CEP: 70308-200
E-mail: direitoshumanos@sdh.gov.br

Secretaria de Gestão da Política de Direitos Humanos

Telefone: (55 61) 2025.3318
Fax: (55 61) 2025.9667
E-mail:

Secretaria Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos

Telefone: (55 61) 2025.9617
Fax: (55 61) 2025.3682
E-mail: snpddh@sdh.gov.br


Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente

Telefone: (55 61) 2025.3225
Fax: (55 61) 2025.9603
E-mail: spdca@sdh.gov.br


Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência

Telefone: (55 61) 2025.3684
Fax: (55 61) 2025.9747
E-mail: pessoacomdeficiencia@sdh.gov.br


Assessoria de Comunicação Social

Telefone: (55 61) 2025.7941
Fax: (55 61) 2025.9414
E-mail: imprensa@sdh.gov.br


Assessoria Internacional

Telefone: (55 61) 2025.3817
Fax: (55 61) 2025.9414
E-mail: internacional@sdh.gov.br


Ouvidoria-Geral da Cidadania

Telefone: (55 61) 2025.3116
E-mail: disquedireitoshumanos@sdh.gov.br
Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.