BELÉM SE TRANSFORMOU EM UMA VERGONHA DEMONÍACA

Ando sumida do face, do blog e até tirei os ouvidos do rádio. Pra não dizer que estou completamente fora do ar,entre uma passada e outra que dou no trabalho ou em casa  meus olhos passam perto da TV, por isto vejo o quebra tudo que está rolando no Brasil. Um pensamento contrário a estes movimentos  me faz sentir vergonha de ser brasileira "Quebram tudo por centavos, mas esta mesma multidão, falsamente vestida de revolucionária, é a mesma que vai às urnas como gado marcado e vota mal pra cacete. É a mesma que pede segurança e pratica violência, a mesma que pede ordem e deslancha a desordem. Tristes passadas dos que, com boa vontade e boa fé, acompanham os vândalos. Seria tão mais fácil, tão pacífico,  se aprendessem a fazer guerra silenciosa, bastava que votassem certinho.
Sobre o contexto de Belém ouvi falar algumas coisas que me levaram a um outro pensamento: " para alguns a política é coisa do satanás" . Esta semana o atual prefeito, Edgard Gama-PMDB/PB, falou baldes de críticas sobre o seu antecessor, rolou besteirol de língua abaixo, detonou a gestão de Roberto Flávio, chegando à picuinha mesquinha de comparar a atual  decoração da praça 6 de setembro com as decorações anteriores. A praça 6 de Setembro, localizada no centro de Belém/PB,  nesta época de festas juninas vira stand folclórico, uma espécie de chamamento visual para a  tradicional festa de São Pedro.
 Qual cabeça imbecil, entre  toda essa gente que  reside em  Belém, é incapaz de lembrar que o atual prefeito foi ator coadjuvante da gestão anterior? Afinal de contas quem era o vice-prefeito de Roberto Flávio? E por que o cara quando era vice-prefeito não criticou, heim? Meninos e meninas, quem moléstia é capaz de calcular os sacos de cimentos que Flavinho comprava na Casa do Pintor? Homem, homem, homem, conte outra ou peça sopa de jiló...Isto é só balacobaco de desafeto ambicioso. Praça enfeitada é café pequeno para essa gente que sabe  o quanto precisa de assistência verídica e bem fundamentada.
Outro moído da atualidade belenense partiu dos lábios de Tarcísio Marcelo, assumindo "descompromisso" com o irmão Ricardo, atual presidente de ALPB. Seu desabafo foi traduzido pelo povo que ouviu a sua voz no rádio como INTRIGA DE IRMÃOS. Uma intrigaria de baixo calão, é assim que consigo traduzir essa IMUNDÍCIA patrimonial e egoísta. Ah! Se voltassem os bons tempos do alpendre do velho  João Pedro...  Esta palhaçada seria extirpada pelo patriarca com tome lá os gritos e as ordens de união. Creiam nisso, queridos e queridas: por trás de todo líder equilibrado existe a figura de uma família incorruptível. Tarcísio está tão perdido em suas atitudes que mais parece um adolescente que sai de casa batendo a porta. Não esperava isso de um homem que deveria exibir maturidade suficiente para guiar os seus fãs. No meu papel de mãe não entendo filho falando mal de filho. Não entendo que seja exemplo irmão que declara abandono a irmão.
Política feita dessa maneira  é coisa de Deus? Será mesmo que Deus se agrada dessa gente que usa o amigo para  chegar onde quer e depois  morde a sua alma ? Será que Deus concorda com estes que cospem ambição sobre o valor do sangue?Aquietai-vos,pecadores do dinheiro! A riqueza de Deus é a única que não acrescenta dores!
Amados e Amadas, quem com Deus não junta é porque  com o Satanás faz associação!
Eu fico com a pureza das respostas das crianças...
Quero mais é viver sem ter  vergonha de escrever a verdade. Meu negócio é com Deus e o meu alvo é o céu, como canta o grande servo Cícero Nogueira


Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.