PREFEITA DE SERTÃOZINHO QUER TRABALHAR SEM SE INTIMIDAR COM A OPOSIÇÃO



Na última sessão da CM de Sertãozinho a expectativa girava em torno do aumento dos servidores que fazem a SME - Secretaria Municipal da Educação- que a prefeita, Márcia Mousinho(PMDB/PB) enviou para que a CM apreciasse e votasse, mas os vereadores não votaram tal matéria.
Para me certificar os porquês da não  votação e  o que levou o  legislativo julgar estar  em "desacordo" com a lei ou com o contexto, telefonei para o líder da oposição, Josenildo Francisco(PSD/PB) e ele me informou que a prefeita deveria ter apresentado a matéria até 72 horas antes da votação e só o fez 48 horas antes. Além disso, o advogado da CM , Dr. Fábio Meireles, orientou uma emenda na lei, pois no cargo de planos e carreiras da educação não consta professores com carga horária de 40 h semanais, e na matéria que a prefeita enviou há um artigo elecando esta carga horária. O que significa que apesar do "prazo perdido" pela prefeita ,m houve sim apreciação da matéria.
Ainda segundo o Josenildo Francisco, um outro ponto que alguns  vereadores questionam e se posicionam contrários à aprovação do aumento proposto pela prefeita Márcia Mousinho, é que  os  cargos Diretor de Secretaria e Secretário da Educação terão respectivamente um aumento de R$650,00 e R$600,00 , enquanto os servidores subordinados foram agraciados pela prefeita com  um singelo aumento de apenas 6,5%. 
O vereador disse que não haverá impedimento algum de votar o aumento dos servidores na próxima sessão, no entanto, se estas observações e modificações razoáveis forem apresentadas para nova apreciação.
Em contrapartida, a prefeita Márcia Mousinho tem pressa em prestar aos servidores da Educação um aumento digno e rapidamente aplicado aos vencimentos destes. Segundo fontes seguras, a prefeita disse que qualquer obstrução provocada pelo legislativo não irá submetê-la a um gerenciamento carente e que. em todas vezes que for impedida de trabalhar, irá prestar esclarecimentos à sociedade. Quando necessário ela fará o chamamento para que a sociedade cobre dos vereadores a aprovação dos projetos de interesse coletivo. Segundo gente da intimidade da prefeita Márcia Mousinho, ela disse que só não ficará passando, forçosamente, por prefeita preguiçosa ou omissa.
Este é o calor do termômetro da política Sertãozinhense: Bancada de oposição na trincheira, prefeita em interação com a sociedade.


Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.