PREFEITO DE BELÉM SUGERIU ABAIXO ASSINADO PARA AFASTAR DIRETORA DA ESCOLA FRANCISCA LEITE BRAGA

Ontem (10/08), por volta das 21h00,recebi em minha casa a visita de uma servidora pública do município de Belém-PB que, além de ir me pedir algumas informações sobre os seus direitos, também me pediu a liberdade do BLOG OLHO DE MULHER para postar informações que interessam ao povo  e às autoridades do município de Belém ,levando a estes a realidade sobre a situação desagradável pela qual tanto ela quanto outras pessoas estão passando na EMEF Francisca Leite Braga, instituição de ensino onde trabalham.
Segundo o relato da servidora, a diretora da escola tem tratado a mesma de maneira desagradável e humilhante, chegando ao ponto de lançar  afirmações do tipo: " - Retire-se daqui, porque  você não tem respeito nem por si mesma. E vá embora pra sua casa".  Esta situação deixou a servidora muito desapontada, pois ela não sabe qual falta de respeito tem por si mesma. O desgosto dela se acentuou depois da "expulsão" do ambiente de trabalho, pois neste momento alguns servidores e a diretora estavam tomando café juntos, e a servidora que gerou este post além de não ter sido convidada para um momento tão prazeroso e amigável no ambiente de trabalho ainda foi humilhada diante dos presentes.

Intrigada com esta frase, perguntei para a minha visitante qual motivo levou a diretora a falar tal coisa, pois senti que alguma atitude foi alicerce de tal desabafo. A resposta que recebi foi que a diretora disse saber que a servidora observava a folha de ponto de outros servidores quando tinha em mãos o livro de ponto no momento em que ia assinar sua assiduidade. Devido à crítica da diretora em relação à curiosidade da servidora sobre o não apontamento das faltas de outros servidores, a minha visitante disse ter sido muito sincera com sua chefe imediata, tendo respondido que sua curiosidade era tão somente para confirmar que a diretora "passava a mão por cima das faltas das pessoas que a ela são mais chegadas", portanto, se esta atitude é praticada,  o caso pode ser aqui configurado como tratamento desigual. Em contra partida, segundo a minha visitante, uma servidora faltou por motivo de doença, e mesmo apresentando atestado médico, a diretora garantiu que FALTA É FALTA...O Blog Olho de Mulher manda o recado: FALTA também recebe ADJETIVO : JUSTIFICADA!!! E Falta justificada não entra no contra cheque com sinal de subtração: O vencimento sai cheirosinho e inteirinho.
Percebendo que o clima de conflito de relacionamento interpessoal no trabalho está instalado, sugeri à minha visitante que buscasse uma reunião entre ela , sua chefe e o secretário da educação, para que juntos encontrassem uma maneira respeitosa de convivência que gere o objetivo maior: oferecer educação com qualidade. Certamente o secretário deve ficar consciente sobre tais assuntos e  assegurar  a ambas quais são suas obrigações e seus direitos dentro daquela instituição, pois nenhum serviço público tem interesse por adubar os desafetos dos seus agentes.
Em relação aos seus direitos, garanti à moça que ela não tem que assinar advertência alguma, não deve temer esta ameaça da diretora. Ninguém é obrigado a levantar provas contra si mesmo e a todo servidor público, mesmo que em período probatório, é garantida a AMPLA DEFESA. Nenhum servidor público será afastado do seu cargo sem que a ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA mova um processo administrativo. A justiça não é uma menina pirracenta para sair prejudicando ninguém ouvindo só uma parte, daí o motivo pelo qual a AMPLA DEFESA do servidor. Quem neste mundo de Belém espera que Edgard Gama faça uso de um processo administrativo por causa tão pequenina? Ah! Gente...Vamos ficar atentos, servidores...Hoje em dia, os prefeitos mais bestinhas que existem já  não assinam TAC ( termo de ajustamento de conduta) que contenha algo que eles sabem que não conseguirão cumprir, porque ninguém pega na mão de ninguém para forçar assinatura.  Qual servidor ainda engole a bagaceira de assinar ADVERTÊNCIA? Só se for trouxa! Além disso, quem está em período probatório não tem nada que viver com dor de barriga e perdendo o sono com medo de não alcançar a estabilidade. Não tem nada que ficar sendo bolinha de humilhação  na mão de servidor estável e/ou chefe imediato. Não roube o patrimônio público, não mate, não abandone o seu emprego, não falsifique documentos, não agrida ninguém,  não trate o povo mal  e BOA ESTABILIDADE para você!
Segundo a minha visitante, ela procurou o prefeito Edgard Gama para lhe comunicar tais assuntos. Disse ter relatado ao chefe do poder executivo que muitos servidores estão descontentes com o tratamento da diretora.. Além de um diálogo ríspido, tem sofrido algumas proibições. Dentre elas a de levarem seus catálogos de vendas ( aqueles da AVON, Jequiti , Hermes...Os ditos catálogos que oferecem cosméticos e outros produtos para pessoas que não têm tempo de irem aos grandes shoppings, os que muito facilitam a vida das pessoas ocupadas e que geram um dinheirinho extra para o pagamento da luz e a compra do gás das pessoas que amam não pedir esmolas e favores monetários). 
Ainda segundo a servidora que esteve em minha casa, as pessoas que trabalham naquela instituição sentem-se acuadas de interagirem no meio. Algumas não sabem porque a diretora tem agido de maneira tão temperamental nos últimos dias, pois quando a mesma se iniciou na direção era muito pacífica e educada.
O prefeito educadamente ouviu as queixas da servidora e sugeriu que a mesma comunicasse todo conteúdo de desagrado ao secretário da educação, o senhor Joseli Gama. Sob o entendimento futurista do arcano maior, prevendo que, na impossibilidade do secretário da educação conseguir reaver o ânimo de uma diretora que consiga atuar como a chefe democrática que se iniciou naquela instituição, o prefeito Edgar Gama sugeriu ainda uma última medida : um abaixo assinado para o afastamento dela da direção.
Queridos e Queridas que pousam os olhos no Blog Olho de Mulher, o que é mesmo que estamos vendo em Belém? Ops! SURPRESAAAAAAAA AGRADABILISSÍMA:
Até que enfim, até que enfim, até que enfim que ele está agindo assim...O prefeito acertou...Em partes. O chefe imediato da diretora é o secretário da educação, portanto, seria totalmente AUTORITARISMO, por parte do prefeito, passar por cima dos poderes que ao secretário são  conferidos. Mais um ponto para o prefeito que não quer tomar partido nem dores ao ouvir a primeira informação. Seria injustiça da parte dele não consultar a opinião das outras pessoas, daí o motivo dele sugerir o ABAIXO ASSINADO.
O prefeito pecou em algo? Sim! Deveria ter lembrado que os cargos de confiança, direção e chefia, são apontados por ele... Tinha sim que pedir reunião urgente ao secretário para esclarecer a situação, levando em conta uma coisa muito importante: A diretora, parte acusada...Pera aí. Acusada é adjetivo tão feio entre colegas de trabalho...Vamos mudar isto para CRITICADA, não foi ouvida ainda.É um direito dela saber o que falam sobre ela, e também um super direito dela esclarecer o assunto.
E então, galera do BLOGAÇO...Vai ficar por isto mesmo? DU-VI-DO...O Edgard sabe tudo o que eu escrevo aqui.
Desejo que as colegas de trabalho se entendam e que façam um belo trabalho. Desejo um super domingo a todos e desejo ainda mais: Conseguir lavar a minha roupa , passar a tarde com o maridão porque o Faustão não faz o meu tipo, dormir meu soninho em paz e ...Uhuuuuuuu! Voltar ao meu trabalho amanhã...Acabaram os meus dias de férias, amigos e amigas. Sertãozinhoooooooooooo, estou voltando.
Beijos para os que me amam...Abraços para os que me consideram...Nada não para quem não me suporta... Eu não sou Cássio nem  Roberto Carlos pra querer um milhão de amigos!

Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

1 comentários:

  1. Oi Edilene adorei o post, muito esclarecedor e interessante. Como podes imaginar há muitos casos como esses em cargos comissionados por aí a fora. Passo por um caso semelhante que interfere no bom relacionamento entre colegas de trabalho, já que a gestora costuma jogar uns contra outros, mas não sabe ela que os contatos entre funcionários ultrapassam as barreiras da escola, e é fora dela que todos os mal entendidos são esclarecidos. Tentaremos aqui em Solânea resolver da melhor maneira possível! Um abraço.

    ResponderExcluir

Faça o seu comentário.