SERVIDORA PÚBLICA DE BELÉM PRECISA DE CARRO PARA TRATAMENTO, MAS PASSA POR HUMILHAÇÃO



A servidora pública da prefeitura de Belém, Juliana Anjos, que trabalha na Escola Municipal Elvira da Silveira, está passando por maus momentos. Há cinco meses ela sofreu um acidente que fraturou  o seu tornozelo esquerdo em dois locais. Ela precisou se submeter a uma cirurgia ortopédica, complexo procedimento que  implantou em seu tornozelo uma placa, seis parafusos e um pino. Ocorreu a complicação de rejeição do pino, e este foi retirado.
A servidora foi visitada pelo prefeito Edgard Gama e sua esposa Renata Gama que se dispuseram a ajudá-la em tudo que fosse possível para a recuperação e reabilitação da mesma. Juliana Anjos se sentiu segura com a sensibilidade do 1º Casal de Belém-PB . 
Tão logo começou o tratamento de Fisioterapia ( 20 sessões prescritas pelo médico), pago pela servidora Juliana Anjos, a mesma lembrou da solidariedade do prefeito e da primeira dama, e passou a solicitar um transporte para ir para Guarabira, local onde faria as 20 sessões de Fisioterapia.
Segundo relato de Juliana Anjos, a humilhação foi se estendendo como se fosse comum para se conseguir um transporte ter de sobreviver a um esquema de falso ramal telefônico. Ou seja, ela tinha de telefonar para Jordão, para Birico, para a primeira dama. Era aquele sufoco até o carro aparecer. Mesmo diante do sufoco para conseguir o carro, por estar necessitando do tratamento, a servidora seguiu o ritmo da Administração Edgard Gama...
Acontece que ontem ela se estressou, pois nem Jordão nem Birico atendiam aos seus telefonemas,  o que a levou a entrar em contato com Renata Gama que ficou de resolver o assunto e , enquanto Juliana aguardava solução, nada de retorno da primeira dama, nada de carro , e nada de tratamento. A servidora ligou para a senhora Renata Gama e disse que já havia percebido que a sucessão de telefonemas não atendidos era um jogo sujo, uma má fé para com a mesma, e que a primeira dama poderia deixar o assunto pra lá. A resposta da primeira dama foi: "-Tá certo."
Hoje eu e Juliana conversamos sobre o assunto. E a mesma disse que eu poderia postar tal situação no Blog Olho de Mulher, portanto...Com licença, Edgard:
Quero dizer ao senhor prefeito Edgard Gama que na oportunidade de futuramente estar mexendo em suas secretarias, coloque alguém com mais atenção ao povo nesta JERIGONÇA,  DESMANDADA ATÉ POR MÃE JOANA, chamada SECRETARIA DOS TRANSPORTES. Há tempo que o povo querendo falar com Birico não consegue e, querendo encontrar Birico, se ele passar o dia sem querer atender ao telefone,  se dirige a um  bar  que fica ali na Rua Severino Ismael, local preferido de Birico, para bater papo com os amigos à noitinha...Mas, pra quem está com seis parafusos e uma placa  no tornozelo, certamente, a caminhada até o bar preferido do secretário é algo não recomendado pelo médico.
Quero dizer ainda mais, senhor prefeito: Quando oferecer SOLIDARIEDADE a alguém, faça por onde cumprir com a palavra. Quando não conseguir cumprir com a PALAVRA, vasculhe os textos da lei e fique sabendo que SAÚDE É UM DIREITO DE TODOS E DEVER DO ESTADO...O Senhor não pense que este ESTADO significa primeiro e somente o governador RICARDO COUTINHO, porque a coisa DESCENTRALIZADA pelo SUS começa a ser poderosa no MUNICÍPIO, ou seja, no município se inicia tudo, só não  se pratica o serviço de saúde que não tem, mas deve ser buscado pelo município.
Chamo a atenção aqui ainda para algo que não cabe negativa por parte do município: o fato de a servidora estar pagando o seu próprio tratamento não isenta o muncípio de fornecer o meio de transporte, uma vez que se a legislação diz que o dever do Estado não exclui o das pessoas, o da família. O que significa dizer é que Juliana Anjos, não sendo incapaz nem relativamente incapaz, faz as vezes da sua família, ou seja, ela está apenas sendo responsável pela agilização do seu tratamento, na medida do possível.  Onde estão e para que servem todas as contribuições previdenciárias da servidora pública, Senhor Edgard? Serão contabilizadas apenas para a aposentadoria? Onde estão seus direitos de cidadã? Para onde vai seus impostos? Onde estão os "contratos" com os taxistas que não servem  para a secretaria dos transportes firmar horário? É certo que os encaminhamentos de pacientes que têm  tratamentos de saúde marcados fiquem sendo levados para a planilha do depois?
Eu só tenho mais uma a dizer: Se Belém não segue em frente... Quem dirá quem, por motivo de doença, encontra-se impossibilitada de  se locomover!
Postar no Google Plus

About Edilene Amaral

Edilene Ziza do Amaral,carioca doada para o estado da paraíba,filha de Dona Maria Ziza e Sr. José Amaral, mãe dos príncipes Sergio e Levi.Servidora pública do municipio de Sertãozinho-PB,Técnica de Enfermagem da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, leitora sempre curiosa, automaticamente uma escritora viciada.Sindicalista, filiada ao PMDB, eleitora enjoada e exigente, sem preferência e sem doença por candidatos malas. Não comprada por corruptos Quando escrevo poesias costumo assinar como como Domitila Belém.

1 comentários:

  1. Quero dizer a Juliana que estou à disposição para acompanhar seu tratamento, se precisar de alguma coisa, tipo, Raios-X e imobilização, pode contar comigo. Fernando do Raios-X.

    ResponderExcluir

Faça o seu comentário.